Episódio #2.05 - Hit Me With Your Best Shot

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Episódio #2.05 - Hit Me With Your Best Shot

Mensagem  Leo Oliveira em Qua Out 10, 2012 5:49 pm

A vida amorosa de Ryan (Sean Faris) é colocada em xeque por Becky (Amber Stevens), que está determinada a fazer dele sua nova causa e por Courtney (Samaire Armstrong), que questiona os motivos do irmão para ter se fechado após sua última namorada séria, Stacy (guest Lacey Chabert). Aaron (Chord Overstreet) se frustra com Ben (Matt Long) ao perceber a influência que um ex-colega (guest Jesse Hutch) tem sobre ele, recorrendo a Luke (Travis Caldwell) para saber mais. Lucy (Joanna Garcia) traz uma velha amiga (guest Allison Mack) de volta ao convívio dos outros, deixando Paul (Tuc Watkins) altamente desconfiado das intenções da moça.
Também participa Clay Moncure.

Leo Oliveira

Mensagens : 169
Data de inscrição : 17/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #2.05 - Hit Me With Your Best Shot

Mensagem  Harbor em Sab Out 13, 2012 8:37 pm

Que absurdo entrar no fórum e ver que está com a resposta em dia a todos os meus comentários, gente! Mas amei, claro, no melhor estilo Desciclopédia! E antes de comentar episódio centrado em marido, preciso fazer algumas observações: 1) morri com portmanteaus de Luke e Becky sendo Lecky no estilo leks de academia. 2) explicação sobre corpo de Aaron muito boa, não tinha parado para pensar por esse lado, talvez eu deva largar academia e seguir esse caminho, mas... 3) viu leks de toalinha saindo do mesmo box, ainda há esperança! Vou ter que continuar lá, então! Baila, Maria, baila! Laughing

E já que comecei falando de histórias de amor erotizadas, vou começar comentário propriamente dito com maridinho! E buuuu, destaque dele não foi bem o que pensava, achei que ia focar nos desdobramentos do voicemail, mas ignorou essa parte completamente, que des! O que não significa que centralização de Ryan (que tão adiada foi, tado!) foi ruim... Pelo contrário, foi ótima!
Incrível perceber como Robert Patterson deixou Ryan tão traumatizado ao ponto dele ficar louco com Stacy pedindo pra levar uns tapinhas... Afinal, já dizia o poeta, um tapinha não dói! E eu estava achando que o que Stacy queria era fazer um fio terra e por isso ele tava tão indignado, LOOOL. Mas voltando ao assunto, só mesmo Time para nos fazer refletir o que pode ou não ser feito para um sexo não ficar apenas no básico! Laughing E creio que não há uma resposta certa nessa questão... Embora não tenha caído de amores por Stacy (prefiro Beth muito mais, por exemplo!), prefiro pensar que ela queria apenas uns tapinhas mesmo, bem de leve, e sendo assim não veria a situação da mesma forma que Ryan, mas conhecendo o background dele é natural que ele tenha reagido assim e também é bom pra ver como interliga com o drama dele tentar convencer Lucy que nunca levantaria a mão pra ela.
Na verdade, Ryan não quer correr nenhum risco de seguir o caminho do pai e apenas joga toda sua raiva e frustração nos outros, aniquilando toda e qualquer pessoa que entra pelo caminho dele... E aproveito para dizer que Courtney psycho adolescente <3
Mas vamos encerrar Ryan, gente! Fato é que sua situação amorosa veio à tona e amo todo mundo colocando o bedelho na história e no fim das contas é com Ben que ele se abre todo, aw! Aliás, muita vagabundice da sua parte em fazer Ben ignorar solenemente o voicemail de Ryan. No entanto, pela forma como reagiu quando Ryan mencionou a mensagem, deu a entender que ele nem a ouviu em primeiro lugar. Então, ainda tenho esperanças para ver os reais desdobramentos disso! Smile

E antes de ajudar Ryan com papo motivacional, Ben teve que lidar com mais uma barra e descobrimos que ele já agrediu alguém. PIUIII, por essa eu não esperava MESMO! Fiquei o episódio todo tenso pra ver o que ia acontecer. Primeiro, achei que Ben é que ia apanhar, depois achei que teríamos a chocante revelação de que Ben gostava de Chad, mas no fim das contas culminou na cena em que Ben o agrediu para defender a moral de Luke e ele é um pestinha tão fofo mesmo que merece toda e qualquer defesa! Gostei de ver que até mesmo Ben já chegou ao seu limite e agiu de uma forma completamente violenta, realmente esses personagens não param de surpreender! E fico feliz de ver que Chad não era um Karofsky, porque também temi que pudesse descambar para algo assim, LOL, por isso acabei gostando do resultado final e da surpresa do plot.

Como não amar uma personagem que compara o irmão e a ex a um casal de porquinhos apaixonados, gente? Courtney é mesmo cheia de camadas... Aaaaaaaaamo todo o seu lado psycho da adolescência e aaaaaaamo muito também ela de intrometida na vida do irmão! O que não amo é ela aceitar que Marj roube seu posto de melhor amiga na vida de Court, gente! Aliás, me identifiquei muito com toda a cena de confabulação de Ben e Paul no banheiro, muito estranho Marj ser a rebound de Ben enquanto ele tomava uns bons drink na Europa e a gente nunca ter ouvido falar dela. Mais estranho ainda é sua participação na premiere stalkeando Ben e depois posando de vítima sem falar com nenhum dos demais que estavam tão perto (aliás, como não a viram?)... E a estranheza mór da situação é Ben não ter mencionado que já a conheceu no 2.01, pois não esquece de nada, gente! E Maria pode bailar estranhamente depois disso tudo! Laughing
Mas voltando... Será que tem algum tipo de bloqueio especial quando o assunto é Marj? Shocked E o que foi ela toda felizinha no final com conversa de Ryan e Ben? Também fiquei, mas vê-la ficar me deixou com a pulga atrás da orelha. Quero saber tudo que essa vadia tá aprontando, porque é óbvio que não tá ajudando tio coisa nenhuma!

A verdade é que Lucy e Becky tiveram basicamente a mesma função de Courtney: se intrometer na vida amorosa de Ryan. E amo Lucy assumindo que tá no topo da lista de mulheres problemáticas que se envolveu com ele, LOL. Muito bom também ver piada de Paul não ter completado meio século ainda sendo usada com o grupo... Aliás, Lucy deve vê-lo mesmo como figura paterna, porque chamá-lo de velho é uma típica atitude de fedelha mal educada. Na verdade, as cenas de mulão da série são uma delícia de uma forma geral, seja com o quarteto fantástico completo ou não!
E criso com Becky usando Ryan como seu novo projeto para recuperar sua fé na sua vocação de matchmaker... Cada dia me divirto mais com a amizade desses dois e fico feliz que Becky tenha formado essa dupla dinâmica com Ry (assim como Luke e Aaron)... O bom é que, em nenhum dos dois casos, teremos casal à vista! Wink

E é dessa outra dupla dinâmica que falo agora... Dessa vez, tiveram um momento mais sério com Aaron querendo saber toda a verdade sobre Chad. Sério em partes, porque Luke não deixou passar a oportunidade e fez várias piadinhas, o que desciclopei, óbvio! Amo que ele e Becky estejam se ocupando com outras pessoas, mas também quero ver Lecky com casinhos descompromissados com outras pessoas bem no estilo “flw vlw”! Laughing E nunca pensei que diria isso, mas acabei sentindo falta de Aaron sendo um fofo com Ben em explicar que tava surtando à toa e fazendo seus dramas desnecessários mais uma vez. Só não senti mais falta porque Ben tava lá de coração aberto ouvindo os lamúrios de Ryan e recebendo o olhar dele! Razz

Sabe aquela coisa de estar cada vez mais amando Paul? Pois é, continua acontecendo... Tive uma síncope com ele disfarçando a vontade de confabular com Ben na frente de todo mundo e amei mais ainda a confabulação em si no banheiro com direito a empolgação por estar fazendo xixi, LOOOOL! Ryan é meu marido emocionalmente, mas Paul definitivamente é meu marido comicamente! Rolling Eyes

Que venha mais uma desconhecida pra essa turma (e espero que seja desconhecida mesmo e não farsante como Marj!)... E claro, a cena de Ryan molhadinho! Smile

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #2.05 - Hit Me With Your Best Shot

Mensagem  Leo Oliveira em Ter Nov 13, 2012 4:13 pm

Estratégia de responder tudo pra você ficar com fama de atrasado muito difícil de cumprir, já comentou 5 que não respondi e assim, a vida vai ficando aquela bagunça que você já conhece!
E veja só que coincidência, tá aí falando de leks de toalhinha no vestiário e hoje presenciei mais uma cena bizarra com rapazes se medindo e pegando no braço e na perna um do outro pra conferir se tavam bons, tudo na maior camaradagem e de uma forma muito heterossexual, claro! E depois você ousa dizer que histórias erotizadas de academia não acontecem.

Mas que ousadia ficar reclamando que destaque de maridinho não é o que pensava, viu? Tem que ficar feliz que teve destaque e pronto, a única pessoa que pode reclamar disso é Joanninha que tá disputando com Sean quem grava mais (e agora vai perder porque tá grávida, terei que inventar barriga falsa, bubble boy ou colocar móveis na frente da barriga). Voicemail foi ignorado porque o próprio Ryan pediu que Ben ignorasse, e é claro que essa história nunca mais será explorada... Ah, droga, fica difícil te enganar quando já leu tantos episódios depois!
Morri com sua elegância citando o poeta com "um tapinha não dói", aposto que esse seria o nome da série na TV aberta brasileira, que tem nos presenteado com pérolas como "Trava", um episódio de Glee cuja foto de divulgação é Unique divando muito. Já pensou se o conflito com Stacy fosse por fio terra, gente? Trama seria muito mais profunda, literalmente.
E por falar em profundidade, super concebi a trama com Ryan aceitando entrar no esquema sadomasô de Stacy e se torturando com relação doentia, até o momento em que a estrangulasse quase até a morte e visse o erro de suas ways, BOOM! Pelo bem do personagem, e pra não parecer que apelo demais nas cenas de sexo da série (porque não apelo, sou super pudico), deu um chega-pra-lá (mesmo que não fosse o que ela quisesse) em Stacy antes mesmo de levantar a mão pela primeira vez.
E fico feliz que percebeu que insistência dele em deixar claro pra Lucy que não a agrediria tava ligado ai sso, pensei que não tivesse deixado óbvio o suficiente colocando no previously e quase coloquei Allison Mack reforçando o clichê, LOOOL.

O que também me deixa feliz é ter seguido o exato raciocínio que eu esperava que o público seguiria com a trama de Ben. Quando começam as cenas de Chad, queria mesmo induzir as pessoas a pensarem que Ben apanhou dele, ou que era pseudo-karofsky bulinando-o porque era enrustido apaixonado por ele, mas a verdade é que Chad era só um imbecilzinho mesmo e twist de ser Ben o espancador da vez muito me agradou, porque às vezes fica passivo demais (não nesse sentido! Se bem que vai saber... Rolling Eyes ) nas situações e, como Ryan bem colocou, precisa escolher suas batalhas de vez em quando.

Viu só como Courtney é complexa também? Psicopatinha adolescente de dia, caçadora de velhos super-madura à noite! E pra variar, piadas maravilhosas de Time já estão sendo copiadas na podre indústria do entretenimento, já que depois que Court comparou Ryan e Stacy a um casal de porquinhos apaixonados, Beiste disse para Emma que Will a ama como um fazendeiro ama seu blue ribbon pig. Vou perdoar porque Ryan ficará muito feliz de ver sua série favorita homenageando-o assim!
Não entendi o que quis dizer com Courtney aceitando que Marj roube seu posto de melhor amiga na vida de Court, como pode ser melhor amiga de si mesma? Só se voltar no tempo e conversar com a Court do passado, o que convenhamos, é uma loucura e jamais haverá cena parecida nessa série! Laughing

Paul confabulador muito bom, né gente? Se não fosse ele detetivando, jamais saberíamos a história de Marj, já que como você mesmo ressaltou, era muito imprevisível e difícil de chutar a verdade! Cool Mas é isso, né? Considerando que Marj era centro da premiere, acho que enrolei um pouquinho, mas me diverti criando essas situações em que Ben se lembra, mas não se lembra, daí se lembra, mas não se lembra de novo dela, e o fato de ser rebound de Ben no quarteto sem nunca ter aparecido antes. Tenho um certo orgulhozinho de dar sentido a tudo isso mais tarde, mesmo que esse sentido corra sério risco de sumir mais pra frente! Afinal, muito complicado escrever some time travel, já diria o sábio Tim Kring.

Não vou reclamar de dizer que Lucy e Becky desempenham a mesma função porque, bem, são grandes amigas, né? Lucy até se declarou quando Becky estava para sair do bar, o que veja só, durou muito tempo, já que no próximo Becky já tá toda faceira atrás do balcão e, aparentemente, todos menos Aaron sabiam que ela tinha voltado a trabalhar lá.
Plot de Becky arranjando grills (como dira Erika) pra Ryan tinha muito o que render, mas Sadie maldita se colocou no caminho de nossa pobre matchmaker, assim não dá! E nem posso matá-la porque é imortal, né gente? Mas como ousa dizer que Becky e Ryan, assim como Luke e Aaron, não têm chances de virar casal? Tensão sexual entre Luron é tão palpável que até a cidade faz fofoca!

Sua bipolaridade desconhece limites, né gente? Num dia quer casinhos descompromissados de Lecky com outras pessoas, no outro fantasia que estão se reconciliando offscreen, sem contar o fato de ficar jogando praga em Baaron porque são "fofos até demais" ao mesmo tempo que sente falta de Aaron sendo fofo com Ben e ajeitando crises. Só não te xingo porque também sou extremamente bipolar no que diz respeito ao triângulo amoroso principal da série (mas não quanto a Luke e Becky, diferenças entre eles são irreconciliáveis, muahahaha, they are never ever ever ever ever getting back together) e tenho déficit de atenção. Olha, um cachorro!

Leo Oliveira

Mensagens : 169
Data de inscrição : 17/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #2.05 - Hit Me With Your Best Shot

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum