Episódio #2.15 - Sweet Child O'Mine

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Episódio #2.15 - Sweet Child O'Mine

Mensagem  Leo Oliveira em Qua Jan 30, 2013 3:28 pm

A revelação de que já pode ser avô deixa Paul (Tuc Watkins) à beira de um ataque de nervos. Courtney (Samaire Armstrong) desabafa com Candice (guest Liza Lapira) sobre uma decisão de seu passado. Ben (Matt Long) confessa a Lucy (Joanna Garcia) que pode ter aceitado, acidentalmente, um encontro com Ryan (Sean Faris), onde os dois têm uma conversa esclarecedora sobre filhos. Aaron (Chord Overstreet) e Becky (Amber Stevens) encontram Jill (guest Ashley Benson), uma velha namorada de Luke (Travis Caldwell), que deixa o primeiro rapaz com uma perturbadora suspeita.
Também participam Sean Maguire, Shelby Zemanek e Quinn Broggy.

Leo Oliveira

Mensagens : 169
Data de inscrição : 17/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #2.15 - Sweet Child O'Mine

Mensagem  Harbor em Seg Fev 18, 2013 10:21 pm

Acho que eu já devia ter me acostumado, mas ainda fico bobo com sua capacidade em fazer um episódio tão divertido, fofo, reflexivo com a narração e os plots, dramático e com cara de filler, mas que muito contribui à série como um todo, além de muito surto, SURTO. Well done, senhor Leonardo... Ou é melhor chamar de Leo, sei bem que você é que nem Jimmy e Jill e também não gosta de ser chamado pelo nome completo! Razz

Ben até tentou ajudar com todo o dilema com o pai e confesso que foi até divertido vê-lo tentando se livrar do encontro (que nem era um encontro propriamente dito!) com Ryan seja com seus lamúrios para cima de Lucy seja com sua disposição em ajudar Paul a lidar com a crise que o menino Jimmy instalou na casa dos Higgins. E, embora tenha me divertido com o receio dele, fico feliz que tenha ido ao encontro de qualquer forma, ia odiar se tivesse adiado mais uma vez.
E que encontro ótimo, gente! Realmente encaminhou os dois para um caminho ótimo porque tivemos sim os tais momentos constrangedores, mas em contrapartida tivemos também momentos bem fofindos. Sim, algumas declarações saíram com certo receio, mas o que importa é que saíram e foram verdadeiras. Além disso, foi possível ver a essência dos dois e da relação que já têm sendo mantida com toda a provocação característica.
E, me diga, como não amar Ryan perdendo tempo com coisas que não lhe dizem respeito como a questão de um homossexual decidindo ter filho? É claro que, embora nem tenha começado nada com Ben direito, já pensou na relação a longo prazo e o bom dessa questão já ser abordada assim tão no início é que não correm o risco de passarem por crises como Courtney e Garret.
Além disso, sei que nem todo mundo curtiu o fato de Ryan não ter beijado Ben no final, mas eu simplesmente AMEI isso... Como ele disse no episódio anterior, ele realmente não está forçando o Ben a nada e tá deixando o amigo o mais confortável possível nessa situação, diminuindo expectativas e tudo mais, então nada mais natural que ele não force a barra nesse sentido. Aliás, acho que seria ótimo se Ben tomasse a atitude com relação ao beijo porque aí não poderia culpar Ryan por estar forçando as coisas e tudo mais nem encheria o saco de Lucy com o assunto... Ou acabaria enchendo sim, LOOOL. Mas é claro que, mesmo que haja uma pressão maior de Ryan, Ben ainda o quer ou também o teria apagado ou evitado o beijo como Lucy bem ressaltou.
Enfim, aprovei muito o desenvolvimento de encontro não-encontro com todos os tópicos de discussões muito entretenedores que colocaram em pauta e já fica aqui minha torcida para que consigam achar o meio termo que tanto querem e repitam mais noites como essa mais vezes. Vale ressaltar ainda que incômodo dos dois com todos falando que iam sair num encontro foi bem divertido, principalmente com Jimmy questionando falta de compromisso de Ryan com seu tio.
Ah, morri também com Ben dizendo pra Lucy que Paul estava chamando-o por dificuldades com controle remoto, "instalação" do Facebook não fez mesmo bem pra imagem dele, LOL.

Próxima é Lucy, mas tava tão comedida essa semana, provavelmente por estar grávida... E que irônico, coadjuvar num episódio que sua interprete tanto tem a acrescentar. Apesar disso, amei vê-la novamente no modo namoradinha, dessa vez com a empolgação por ter conquistado o amor dos sogros... Ainda que esse amor venha de um personagem adorável com sotaque texano que teve que criar, LOOOL! E crisei muito com ela zombando da cara de mais um drama que Ben estava fazendo, mas o grande destaque foi mesmo em dar recomendação de não fazer com Ryan nada que ela não tenha feito, o que limita um pouco as coisas, tive uma síncope nessa hora!
Além de tudo isso, ainda a vimos ajudar Courtney na hora do aborto e, embora tenham discutido, sei que no fundo ajudou a amiga, tanto que Court quis desabafar sobre o assunto com ela, mas só não o fez porque não era uma boa ideia fazer isso pelo telefone.

E a próxima já é Courtney, gente! E ai, gente, quero muito confiar em Candice, mas ainda não consigo. Sei lá, realmente não deu mais motivos para duvidarmos dela, mas aquele sorriso estranho que deu quando se explicou com Court me deixou com a pulga atrás da orelha e essa necessidade dela em tentar provar a todo momento que é do bem me deixa ainda mais desconfiado, mas vamos dar tempo ao tempo... De qualquer forma, sendo confiável ou não, Courtney precisava desabafar com alguém no momento e Candice pareceu a melhor opção. E mesmo que na infância já demonstrasse todo seu talento para maternidade, creio que ela poderia ter sim mudado de ideia com o tempo, acho que o que realmente a fez desistir da maternidade foi o aborto que fez. Por mais que tenha tentado ficar imune ao acontecimento e acreditar que era decisão certa, creio que ela carrega culpa por isso... E aparentemente não deu muito certo e isso a impede de ter filhos da maneira natural mesmo que mude de ideia.
Só acho que poderia desabafar com Paul, porque cada caso é um caso e, assim como ele deu piti com possibilidade de Luke ser pai, aposto que daria piti por Court ter feito aborto, ainda mais que ele impediu que Allison fizesse o mesmo. Com tudo isso, creio que seria possível chegar a um acordo e que a conversa deveria acontecer, porque grande problema com Garret foi falta de diálogo e confiança e as coisas só foram realmente esclarecidas quando já era tarde demais, então se ela realmente quer que as coisas sejam diferentes com Paul, ela vai ter que se abrir nesse sentido. E nem ia arriscar palpite de quem era o tal pai da criança, mas considerando que Allstar Junior participa do próximo e levando em consideração relação bizarra dos dois, algo me diz que o filho era dele! Razz

Na sequência temos Aaron e simplesmente morri com toda a história da traição (muito bem justificada, por sinal!). E confesso que cheguei a pensar que Aaron pudesse mesmo ser o pai, gente, porque, embora Jimmy seja mesmo a cara de Luke, é loirinho, aí fiquei tão preocupado quanto Aaron! O melhor de tudo é que reencontro de Aaron com Jill ainda permitiu que Becky surtasse, SURTASSE. Se eu já estava amando a cena por Becky proclamar seu amor por Toby e por todos seus vibradores inomináveis, cena atingiu um outro patamar com ela finalmente conhecendo Beta Becky (LOOOOOOOOL!). E agora que Jill vai ficar de vez em Crestview, já aguardo mais dessa interação, até porque Becky nem teve a chance de conversar tudo o que queria com sua versão Beta, tada! E quero mais, muito mais! Laughing
Por outro lado, conseguiu conversar com Aaron sobre mudança de Will e, agora que as coisas estão sendo analisadas friamente, talvez tenha sido meio precipitado terem tomado essa decisão, mas já estou na torcida para que nosso bocudo preferido consiga convencer Will a se mudar pra Crestview e o faça se sentir em casa, porque no way quero que Aaron se mude pra LA... E no fundo sei que você também não quer! Razz

Seguindo, temos Luke e fiquei com tanta pena dele não ser o pai de Jimmy... Aliás, também estou apostando minhas fichas em Garret como pai verdadeiro, porque, além do cabelo, os dois têm também olhos claros. Cool
Devaneios à parte, preciso dizer que interação de Luke com Jimmy foi tão natural e alegria dele em ser pai foi tão sincera que realmente fiquei triste dele não ser o pai do menino. Tava até disposto a aceitar o menino, mesmo que gostasse de picles... Se isso não é amor, gente, não sei mais o que pode ser! E o melhor é que Jimmy é tão divertofo e com observações tão pontuais (se ainda selecionássemos frases, todas de Jimmy teriam sido!) que fica impossível não amar, então é até natural que Luke queira manter contato com ele, apesar de não ser o pai. Só acho que ele tá indo com muita sede ao pote e vai sim acabar confundindo as coisas, o que eu realmente não gostaria que acontecesse... Beta Becky pode até ter sido bem piranha na época em que namoraram, mas certamente amadureceu bastante e até fiquei com vontade de ver esse casal se concretizando novamente. Mas vamos esperar pra ver!

GENTE!!! Paul estava possuído nesse episódio, muito surtado, SURTADO com chegada de Jimmy e simplesmente desciclopei todos os seus ataques. Primeiro com Ben e depois com Luke, chegando ao ponto de COURTNEY ter que pedir pra ele ter modos, LOOOOL.
E amo muito que tenha feito o escarcéu na frente do pseudo-neto e depois ficou criticando Luke, Aaron e Jill por fazerem o mesmo. E se Paul já estava ótimo surtando com Luke sem a presença dele, depois que seu fedelho chegou vivo (e não morto, buuu!), a dinâmica ficou ainda melhor. Jimmy pode até não ser mesmo um Higgins, mas ainda bem que ter o Luke como seu tio divertido porque eu sinceramente quero vê-lo mais em cenas, se integrou muito bem!
Paul só não foi aquele desbunde de alegria, porque ficou tristinho quando Courtney meteu o pé porque Luke chegou e situação já estava controlada. Só espero que conversem logo sobre isso para que não vire uma bola de neve.

Fiz campanha para fixar Allison Mack na série, mas estou seriamente pensando em fazer campanha para fixar Quinn Broggy. Very Happy Aliás, até ia reclamar de ausência de Mackzinha em seu segundo episódio de fixa na série, mas episódio tão movimentado que nem tenho o porquê falar mais disso... E no próximo, ela terá seu destaque num episódio que parece que firmará de uma vez por todas Time After Time como a melhor dramédia de ficção científica do ano! Smile

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum