Episódio #2.20 - Back To Zero

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Episódio #2.20 - Back To Zero

Mensagem  Leo Oliveira em Sex Abr 26, 2013 6:16 pm

Marjorie (Allison Mack) leva o desejo de salvar Richard (guest Neal McDonough) às últimas consequências e, com a ajuda de Warren (guest Jake McDorman) e Annie (guest Julie Gonzalo), obriga Ben (Matt Long) a acompanhá-la numa viagem que pode não ter volta. Paul (Tuc Watkins) explora os possíveis tesouros escondidos em sua casa e se depara com algo mais complexo do que poderia esperar. Courtney (Samaire Armstrong) se recusa a conversar com Ryan (Sean Faris) sobre o aborto, mas se vê obrigada a discutir o assunto quando Chad (guest Jesse Hutch) aparece. Aaron (Chord Overstreet) aponta o óbvio interesse de Becky (Amber Stevens) em Warren e conta suas as suspeitas sobre o rapaz para ela e Luke (Travis Caldwell). E Lucy (Joanna Garcia) tem suas incursões temporais expostas.
Também participam Martin Donovan, Diego Savoia, Matt Shively e Erik Knudsen.

Leo Oliveira

Mensagens : 169
Data de inscrição : 17/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #2.20 - Back To Zero

Mensagem  Harbor em Dom Abr 28, 2013 11:50 pm

If you're lost you can look
And you will find me, time after time
If you fall I will catch you
I'll be waiting, time after time


Por mais que eu ame Chantalzinha, sempre achei um desbunde não usar música de Cindy na abertura... Agora que Claudjenha Milk fez essa versão deliciosa da música, não vai ter mais como fugir disso. Aliás, acho que, para comemorar o feito de Milk, deveríamos até ter uma harborização da série, gente! Pra quê exibir mais dois episódios e acabar a temporada na mesma época que as demais? Tem que fazer que nem na primeira e acabar em junho! Claro que com 4 episódios extras pra isso, porque não aguentaria hiatus intermináveis para exibir mais 2 até junho, LOOOL. Mas chega de divagar, vamos ao episódio...

Ben embarcou em mais um experimento de Marj e chegamos a um ponto em qualquer incursão que esses dois façam pelas linhas temporais será interessante. Sério, só de ver os dois em alguma época discutindo a funcionalidade dos experimentos e se espezinhando já é bom. Quando experimento é gerado graças às ideias bizarras dos Caulfields tudo fica ainda melhor. E viagem obrigando-os a usar nomes falsos foi ótima, por mais que Ben tenha virado Beowulf, tado!
Além das interações com Marj, Ben ainda teve a chance de contracenar com o pai no presente e no passado e foi bem divertido acompanhar ambos os momentos. Aliás, acho incrível como consegue fazer com que toda criança da série seja divertofa... Quer dizer, todas menos Ben, mas isso é só porque é criança na época em que mãe morre, aí não tem como ele ser adorável que nem os demais!

Gostei muito que tenha juntado Ryan e Courtney nesse episódio, porque, por mais que ame Bryan, é bom vê-los tendo seus momentos com outros personagens também. E depois de todo o momento ternurinha que os dois tiveram quando Court confessou que já sabia tudo de Robert, foi a vez dele estar lá pra apoiá-la. Muito fofo vendo esses gêmeos cada vez mais se abrindo e tendo esses momentos bacaninhas.

E vamos falar logo de Court, né? Achei bem natural que tenha fugido de tudo e todos para evitar o assunto que tanto a incomoda, assim como se prendeu à analogia feita por Chad. De qualquer forma, Chad finalmente mostrou que amadureceu. No episódio passado, com ele assumindo os seus erros com Ben e desculpando-se, isso já tinha ficado um pouco claro, mas ainda tinha algo nele que ainda lembrava de leve o babaca que ele foi. Agora, com conversa com Courtney, pudemos vê-lo assumir os erros novamente e eximindo Court da culpa... E concordo com tudo que ele disse, gente! Ele dificilmente teria feito alguma diferença na situação e, pelo histórico dele, só teria mesmo causado mais dor de cabeça. Claro que há sempre a remota possibilidade do fato de se tornar pai fazer despertar algo nele na época, mas acho que é algo bem remoto mesmo.
De qualquer forma, agora que Court foi eximida da culpa pela pessoa que mais poderia culpá-la por algo na situação, espero que ela siga o conselho dele e volte a ser a Court que amamos. Nesse processo de reerguer-se, espero que Court consiga se acertar com Paul, pois não aguento vê-los separados. E sinceramente espero ver mais de Chad, porque ele foi muito fofo com Court... Assim como ela teve uma sensibilidade no passado para lidar com Junior quando mais ninguém tinha, acho que ela seria uma boa companhia para consolidar Chad como um ex-babaca arrependido e bacana. E como sempre tento juntar as pessoas, já fico na torcida por um romance entre ele e Candice, os dois me parecem bem desajustados socialmente e seriam perfeitos juntos. Court só precisa se acertar com Candice antes!

Lucy não teve lá muito destaque nesse episódio, mas foi bom ver que Ben finalmente descobriu sobre a incursão dela nos experimentos... Só torço para que ele continue compreensivo que Lucy só entrou no esquema para tentar ajudar Marj. Porque, sinceramente, se Ben ficar de muito mimimi porque Lucy viajou pra ajudar Marj não vou gostar, acho que o importante a focar aqui é ele ficar de mimimi pela possibilidade de Lucy desenvolver alguma complicação por ter feito as viagens. E com a morte à espreita, tenho lá minhas desconfianças! Sad
E como não toco no assunto há um tempo, amo muito que incursão de Lucy ao beco ainda não tenha vindo à tona. Já desconfio que vai deixar isso só pra finale, só pra dizer que cena inicial de 2.01 tinha coisas importantes para temporada toda! Razz

Luke foi pedir abrigo no apê de Aaron e Becky e curti muito a dinâmica dos três, comprovando que Luke e Aaron se acertaram mesmo. Luke não teve nenhum plot propriamente dito, servindo apenas como alívio cômico nas cenas com os amigos e nas cenas pré-abertura... Claro que tudo mudou nos últimos minutos do episódio com ele descobrindo o bilhete que Ben mandou e com tudo que ele ouviu Aaron falar, acho que conseguirá ligar os pontos. Só não sei se isso terá muito futuro, porque Aaron também descobriu sobre Ben, mas logo foi devidamente apagado!

E vamos falar de Aaron, então... Com déjà vu que teve com Will na cama e agora com ele dizendo pra Becky que não acha tão absurda a história de Warren, acho que o apagão que Ben fez nele não foi dos mais eficazes. Algo me diz que até a finale teremos algum avanço nessa história do apagão, mas, por enquanto, aprecio muito ver Aaron como detetivão ouvindo toda a conversa de Warren, bom ver que não fica cortando esses momentos deliciosos que nem Glee. Também foi bom vê-lo oferecendo seu ombro amigo para Becky, bem bonitinho.

E é dela que falo agora... Depois de tudo que aprontou no último episódio em que apareceu, foi bom vê-la tendo mais momentos cômicos nesse episódio. Me divirto muito com os traumas dela e concordo com Aaron sobre os perigos de deixar a chave embaixo do tapete, mas, numa dessas, vai que Fionna acha e invade o apê, ia amar! De qualquer forma, continuo amando muito a dinâmica pós-namoro dela com Luke e fiquei um pouco triste por ela ter levado um S de Warren. Entendo completamente o lado dele, mas, como Becky não sabe a história toda, deu peninha dela que estava fingindo estar apenas se divertindo mutuamente com ele. Já estou na torcida para novas visitas de Warren para que os dois continuem se divertindo.

Quando episódio começou com Paul tendo sua cena tão aleatória de caça ao tesouro, achei tão natural porque condiz com tudo que o personagem é, mas não é que não tinha sido inserida ali só porque Paul é maluco? Não, tinha todo um contexto, PIUI!
Mas, mesmo sem saber da importância do futuro, achei cena natural porque Paul estava apenas querendo evitar o conflito com Courtney. Até acho legal que ele queira dar espaço para Court (algo que ela jamais faria, vide diabetes), mas senti um pouco de recalque dele quando diz que “se ela quisesse, o teria procurado”. É uma situação muito complicada para Court e agora que ela já falou sobre o assunto com Chad e Ryan, espero que procure Paul e os dois consigam acertar a relação, porque Putiney é um dos casais que mais desejei (perdendo apenas para Bryan) e já sabia que ficariam juntos antes mesmo de você. E se Paul ficar de mimimi, sugiro que Court peça pra Chad colocar juízo na cabeça dele com seu discurso tão eloquente (e quando pensei que diria isso, gente?).
Bom que Paul ainda teve a chance de contracenar quando criança com Ben e amo muito como já era destrambelhado, gente! Dicas de crime muito ótimas, crisei! E Paul voltando com tudo aos plots de ficção científica da série ajudando Ben a estragar o plano de Marj, daqui a pouco já vou poder voltar a dizer que Paul vai viajar com Luke de sidekick (afinal, Luke sabe de tudo agora!). Razz

Até comecei comentário planejando seguir ordem de abertura, mas planejamento foi pro beleléu (ao contrário do planejamento do episódio, que foi seguido à risca, PIUI!), então resolvi deixar Marj para o final. Confesso que não me emocionei tanto com a história de Marj tentando salvar seu pai assim que ela foi introduzida na série, mas, a cada novo episódio, mais eu ia me emocionando até que cheguei a um ponto no qual passei a aceitar qualquer maluquice. Por isso, por mais surreal que plano proposto nesse episódio, acatei sem pestanejar. Ainda assim, creio que mudanças seriam bem bruscas se Marj tivesse conseguido ir em frente com seu plano, então fiquei feliz que o passado não tenha sido alterado. Mas, por outro lado, fiquei extremamente triste de ver que todos os esforços para salvar papai Caulfield estão aparentemente esgotados. Digo aparentemente porque morte está à espreita e nunca se sabe o que a morte pode fazer pra ajudar, promo muito vaga! De qualquer forma, me envolvi tanto com Marj e seu amor por seu pai que fiquei triste com conclusão que plot teve. Até porque não só o desespero de Marj foi desesperador de acompanhar, Annie e Warren em busca da cura do pai, fazendo toda a maluquice que fizeram em prol da cura do pai. Como a série tem seu lado sci-fi e muitas maluquices bizarrofas, é bom ver que tenta dar um toque de realidade (dentro do possível) aos plots como essa "derrota" de Marj. Mas é aquilo, sou apenas um pobre otimista iludido e estava dando como certa a vitória de Marj sobre o aneurisma do pai. Como Marj aparece no próximo (e acredito que na finale) e é fixa, creio que história ainda possa ter um twist e termos família Caulfield feliz. Ou então, papai morre e família vai curar seu luto em Crestview, ou pelo menos Marj e Warren, que estabeleceram laços com o local. Warren por conta de Becky e Will, que também se mudará logo. Mas, por mais que me agrade ter Marj e Warren (e quem sabe Annie) em tempo integral em Crestview, ainda torço por melhora de Richard!
E se parte dramática e emocionante trazida por Marj e seu plot estava em alta, o mesmo pode ser dito da parte cômica. Annie ótima como sempre com toda a sua burrice, Warren relembrando história do mercadinho de BTR foi delicioso de ver também. Na verdade, a dinâmica dos 3 irmãos é sempre uma delícia de acompanhar! E como não amar humor negro sobre Alistair colocar nome no filho de Alistair Junior e o pobrezinho ficar maluco? Desciclopei! E como se tudo isso já não fosse ótimo, Marj ainda deu uma tremenda contribuição à comicidade do plot com sua sedução sem limites com seu tio, porque seduzir o pai seria mais fácil, mas ela ainda tem limites, LOOOOOOOL!

Que venha o próximo episódio, mas sem mortes senão meu coração não aguenta! Crying or Very sad

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum