Episódio #1.01 - Defining Archetypes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Episódio #1.01 - Defining Archetypes

Mensagem  Leo Oliveira em Seg Set 29, 2014 1:24 am

Kyle Manning (Cameron Deane Stewart), aclamado autor de Infinite Rewind, tenta superar o bloqueio criativo enquanto delimita os personagens de seu próximo livro. Na largada de seu segundo ano na faculdade, conhece Ethan (Blake Jenner), um suposto fã que acaba de chegar no local. Laurie (AnnaSophia Robb), a melhor amiga, aponta a necessidade de uma musa, enquanto Matt (Brandon Jones), o colega de quarto, cogita um envolvimento com a editora (guest Sutton Foster) do jovem escritor. Mas nada disso movimenta tanto o processo do rapaz quanto um embate com Denise (Jane Levy), sua nêmesis declarada.
Também participa Cassie Scerbo (celebridade de "Make It Or Break It" e "Sharknado").

Leo Oliveira

Mensagens : 169
Data de inscrição : 17/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #1.01 - Defining Archetypes

Mensagem  Harbor em Seg Out 06, 2014 8:27 pm

Antes de qualquer coisa, preciso dizer que achei abertura muito harmônica... Tá de parabéns, mein! Não segue o padrão H X M X H da forma mais tradicional, mas fotos dispostas de uma forma que deixa tudo bem harmonizado! Smile E fonte muito boa também... É aquela coisa tradicional de raiz, mas os clássicos são clássicos por um motivo, né? Laughing
Comentários estéticos feitos, vamos falar da premissa da série... Amo muito o tema que escolheu abordar porque me identifico bastante. Claro, quase não escrevo mais por preguiça e falta de vergonha na cara que por bloqueios criativos (embora eles também existam!), mas o importante é se identificar, não é mesmo? Além disso, depois de estreias de TRP e UNC até já escrevi metade de um episódio, então ainda há esperanças... Mas vou parar de querer ser topper e falar da série em si! Very Happy
Metalinguagem da série e toda abordagem do processo criativo de Kyle muito bons de acompanhar... Nunca fui de ter sonhos inspiradores, mas lembro que foi assim que teve ideia de FAP e acho que de carros de batata frita em ORD (sobremesa talvez não possa ser musa, mas junkie food sim!), então me divirto em ver essa parte sendo retratada na série com você sendo esse escritor que se expõe e dá a cara a tapa. E até fez menção a Time com “Infinite Rewind”, mas fiquei extremamente chocado com possibilidade de Time ter surgido só porque achou que era isso que fãs queriam ler, mas não é o que você queria escrever! Buuuu, isso tem que ser personagens ganhando vida própria e dizendo coisas absurdas porque me recuso com o fato de não querer mais escrever Time... Preciso do final caótico sem sentido no qual eu possa ter minha própria interpretação! Rolling Eyes

Mas vamos falar de Kyle, então... Que protagonista competente, gente! Interagiu com todos os fixos (e será o elo de ligação entre todos aparentemente) e com as duas convidadas. Assim como Ben de Time, não deu pra ter noção acurada da sexualidade do moço logo de cara... Sim, teve piadinhas e química gritante com Ethan, além de amizade muito fofa com Laurie (que o impede de gostar de fagina), mas só trabalho com imagens, então enquanto não rolar beijinho (ou mucho mais, considerando que é de você que estamos falando! Laughing ), não irei me precipitar.
De qualquer forma, sexualidade de Kyle é o menos importante agora, porque o que interessa mesmo é que temos um protagonista bem carismático (o que é bem importante considerando o tempo de tela que teve) e que já me cativou com seu drama de bloqueio criativo e tentativa de escrever livro não muito original. Como falei antes, interagiu com todos, mas não apenas isso, interagiu muito bem! Cenas com Laurie e Matt muito boas, mas confesso que gostei muito mais de interações com Ethan cheia de provocações adoravelmente hostis e da rixa simpática com Denise que tem direito até a café. E claro, momento com Jodie muito bom também, mas também com Sutton possuidíssima fica difícil não gostar!

Amo que Ethan reclame da pouca receptividade dos alunos da faculdade, mas alopra Kyle em toda e qualquer oportunidade. Não tem cartinha de amor que vá conseguir expressar o amor que esses dois sentem um pelo outro! Como disse, só trabalho com imagens, mas meu sexto sentido diz que escalou Blake para Htzar horrores, então já torço para muita pegação entre ele e Kyle. Mas enquanto lado físico não é desenvolvido, o verbal tá delicioso... E claro, fato de Ethan ter virado a musa de Kyle e novo leitor com privilégios em potencial tem espaço para gerar muito atrito entre ele e Laurie, isso sem falar na encheção de saco de Jodie com o pobrezinho.
Confesso ainda que muito me surpreendeu que Ethan tenha sido tão espertinho e feito Kyle enxergar as coisas sobre uma outra perspectiva... No início, achei mesmo que Ethan fosse ser apenas um fã (sinopse me enganou, buuu!), então acabei sendo surpreendido positivamente.

Laurie não precisava nem abrir a boca e já ia amar pelo simples fato de ser interpretada por Anninha, mas personagem também é bem adorável, viu? Relação com Kyle muito boa e fato de Kyle dormir sempre perto dela e não rolar nada só reforça minhas teorias sobre a sexualidade do rapaz. Laurie muito ótima dando dicas para Kyle sair do bloqueio e melhor ainda impedindo Kyle de dormir na cama de Kate (que já quero conhecer também, btw!), mas destaque mesmo vai para discussão com Matt (com destaque pra ela falando de si mesma em terceira pessoa <3)... Claro que já imagino que possa haver um envolvimento romântico entre os dois... Talvez não agora, mas já shippo! Very Happy

Assim como Laurie passou realmente a impressão de ser a sidekick, Matt passou a de ser o adorável jock. Aliás, como não adorar alguém que faz o companheiro do quarto dormir no chão para poder ter o dormitório livre para o abate e faz isso na cama desse companheiro? Impossível não amar! Como disse anteriormente, discussão entre Matt e Laurie muito boa, já curti a dinâmica entre eles e torço por algo mais. Mas claro que isso pode esperar porque antes Matt tem missão de seduzir Jodie com louvor e ter o ego levantado depois de descobrir que milhares de ligações não tinham segunda intenção, pobrezinho! Fato dele se preocupar em magoar Kyle e perder a amizade dele mostra que, por trás dessa máquina sexual, há um ser humano que se importa com o próximo. E se preocupa tanto que até lava lençóis depois do coito, muito atencioso esse rapaz!

Chegou hora de falar de Denise e estou com medo de comentá-la porque, mesmo não sendo série de Lupe, se eu não endeusá-la como ele faz, temo que me mate! Não me entenda mal, Denise é mesmo uma personagem muito adorável de forma não-ortodoxa e rixa entre ela e Kyle muito divertida de acompanhar... A cada alfinetada, vinha uma risada. Mas sendo honesto, Ethan e Jodie conseguiram me cativar bastante também. Só que Lupe já leu mais episódios que eu e provavelmente sabe quão mais adorável Denise ficará!
E por mais que se esforce para avacalhar Kyle, é óbvio que no fundo se importa com ele a ponto de dar conselhos! Acho ainda que ela tem inveja dele, embora não queira admitr... E claro, fato de Jodie prefiri-lo contribui bastante para rixa aumentar...  E é bom mesmo que aumente porque estou muito curioso para ver como isso vai se desenvolver. Denise precisará pensar em algo mais chocante e original que putaria espacial vencendo ligação espiritual por conta do destino alardeado por babuínos e não consigo imaginar o que possa ser, LOOOOL!

Quem também cativou bastante e ganhou até paragráfo próprio é garota pelada aleatória, vivida por essa grande celebridade que é Cassie Scerbo! LOOOOOL, mentira! Kayla bacaninha com sua vagabundice, mas não merece paragráfo, né gente?  Quem merece é Jodie, que é muito ótima, mas que foi privada de legenda pra identificá-la como “The Crazy Agent” ou algo do tipo. Claro que o fato dela ter múltiplas personalidades e ser personagem com dificuldade de se acertar o tom meio que justifica ausência de legenda. De qualquer forma, personagem muito ótima e Sutton escolha perfeita pro papel... Já torço para mais participações com Jodie dando muitos pitacos no livro novo de Kyle e ainda fazendo loucuras para atrair a atenção do filhinho como, por exemplo, dormir com o colega de quarto dele na cama de Kyle! Rolling Eyes  

Enfim, achei a estreia muito boa, Leo, e consegui identificar várias coisas que soam parecidas com o que você já fez e até os clichês que Kyle disse ser impossível fugir, mas tudo soou bem coeso e interessante de acompanhar (e com um certo toque de originalidade, uam uam!), então torço por muitas páginas para serem viradas com esssa tchurminha muito louca!

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum