Comentários dos episódios

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

# 1.09

Mensagem  Harbor em Dom Jul 01, 2012 9:20 pm

Olha, você pode até dizer que piadas de redes sociais não foram inspiradas em mim, mas me identifiquei muito e desciclopei horrores, até porque interpretei-as como intencionais e achei de uma cretinice sem tamanha (embora muito verdadeira, LOL). Lógico que não me identifiquei com parte de rei do Song Pop, embora no meu trabalho eu seja o rei mesmo, LOL, só que já enjoei dessa bagaça. Queria mesmo era me identificar em fazer grandes entradas em Segways, mas ainda não foi dessa vez! Sad

E Josh continua sua saga de ser uma quenga abrasiva com seu irmão e, mais uma vez, ele prefere não liberar o que aflige seu pobre coraçãozinho e ficamos sem entender muito bem seu recalque. Ok, até dá pra entender quando seu irmão é bom em tudo e superelogiado, mas aposto que Stan não ofusca o irmãozinho por mal. Ficou em St’s Jude por causa do irmão, gente, se bobear nem sabe que ofusca tanto Josh que o pobrezinho o odeia. Ou será que tem algo ainda mais sério por trás dessa história toda? É esperar pra ver, né, seu Luciano, por enquanto só quer mesmo fazer de Josh esse braçudinho carrancudo, papel que deveria ser de Elliot.

Mas Elli muito ocupado ameaçando demitir Tamara. Aliás, amo muito dinâmica dos dois, e me faz lembrar que eles também podem ser um casal. Embora eu prefira Josh! Rolling Eyes Só que no fim das contas, Tamara acabou ficando é com Alejandro, que é muito do simpático e já se mostrou muito do esperto roubando beijos na hora certa e oferecendo laticínios que todos sabem, só que não, que não podem ser recusados. Acho que Ale seria um bom one night stand pra Tamara curar sua fossa, mas não é muito do seu feitio fazer personagens terem onte night stand, então vou ter que me acostumbrar com Ale na série. E como é divertofo, acho que isso não será tão difícil! Wink

Mason teve encontro com Randy e confesso que já nem lembrava mais do nosso velhaco. Embarassed Mas Randy é ainda mais fofo que Ale e é milionário! Desconcertos à parte, aposto que Mason vai investir mais no lado gay de sua bissexualidade, agora que tem milionário para banca-lo. E investidas muito boas, pois geram falas que ora são fofas, ora engraçadas, tornando o casal responsável por entreter bastante. Casal já tem o meu apoio e espero vê-los juntos mais vezes, com direito a muito desconforto de Mason, LOOOL.

Allie e Elli apenas figuraram, com a primeira tendo função importantíssima de wingwoman, mas apenas isso. E fiquei é chocado com os dois sendo tão receptivos com o novo cargo de Stan que chegou ontem. Será que por trás disso tudo tem um golpe político ainda mais complexo? What a Face Se for sim a resposta, espero que Elizabeth não caia nele.

E é dessa louca que falo agora. Muito divertido ver a empolgação inicial dela com o Song Pop e todo o amor que ela tem distribuído para Stan. Aliás, achei divertido vê-la toda empolgada com Stan e nem saber nome de Josh (acha que começa com W, gente!). Confesso que fiquei com peninha do cara novo nessa hora. Mas acho divertidíssimo empolgação dela com Stan e até acho que pode ter algo a mais nisso. E como NSA vive sambando na nossa cara quando o assunto é trama política, aposto que em breve nosso braçudinho vai unir os dois só para ser livrar do irmão bruxinho fazendo do irmão o Andrew 2.0... Ou então se livrará dele no campo de futebol. É esperar para ver! Smile

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.10: "Competition"

Mensagem  Luciano Guaraldo em Seg Jul 09, 2012 12:01 am

NO STRINGS ATTACHÉ'D #1.10: "Competition"
Chega o dia da esperada competição entre embaixadas que coloca Elizabeth (Pamela Anderson) e sua equipe contra os competentes funcionários da embaixadora australiana (special guest Peta Wilson) em gincanas completamente sem sentido. Mas a boa aceitação que Stan (special guest Austin Butler, "Heritage") tem entre Tamara (Andrea Bowen), Mason (David Henrie), Allison (Chelsea Kane) e Elliot (Kevin Zegers) causa ciúmes em Josh (Alexander Ludwig), que decide confrontar o irmão.
Também participa Craig Horner.
avatar
Luciano Guaraldo
Admin

Mensagens : 211
Data de inscrição : 15/10/2010
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://www.tvsn.hol.es

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.11: "Rest"

Mensagem  Luciano Guaraldo em Qua Jul 18, 2012 2:30 am

NO STRINGS ATTACHÉ'D #1.11: "Rest"
Quando Elizabeth (Pamela Anderson) decide dar o dia de folga para seus funcionários, Josh (Alexander Ludwig) aproveita a oportunidade para resolver seus conflitos com Mason (David Henrie), enquanto Tamara (Andrea Bowen) decide que quer aprofundar sua amizade com Elliot (Kevin Zegers), e Allison (Chelsea Kane) aproveita para passar mais tempo com Riley (guest Craig Horner).
avatar
Luciano Guaraldo
Admin

Mensagens : 211
Data de inscrição : 15/10/2010
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://www.tvsn.hol.es

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.12: "Festival"

Mensagem  Luciano Guaraldo em Dom Jul 22, 2012 11:16 pm

NO STRINGS ATTACHÉ'D #1.12: "Festival"
Elizabeth (Pamela Anderson) e seus funcionários trabalham na organização do Festival Internacional de Música de St. Jude's, mas Tamara (Andrea Bowen) se surpreende ao descobrir que uma das atrações é Kimberly (special guest Lalaine). Enquanto isso, Allison (Chelsea Kane) tenta evitar Josh (Alexander Ludwig) para não ter que discutir o beijo dos dois, e Elliot (Kevin Zegers) e Mason (David Henrie) parecem preocupados demais com outros problemas para aproveitarem a música.
Também participam Nick Noonan e Amy Heidemann.
avatar
Luciano Guaraldo
Admin

Mensagens : 211
Data de inscrição : 15/10/2010
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://www.tvsn.hol.es

Voltar ao Topo Ir em baixo

# 1.10

Mensagem  Harbor em Qua Ago 22, 2012 12:24 am

E depois de um hiatus que pareceu mais longo que a produção da sexta temporada de Stunt, eis que volto com meus comentários! Smile
E preciso ressaltar que amo sua trollice em dizer que não sabe se série terá uma segunda temporada... Gente, é só pegar suas séries curtas (NSA, FD e TATS) e exibi-las cada uma em uma estação do ano. E com essa tática, você ainda ganha uma estação para descansar... Pra esse descanso, sugiro o verão, pois sei bem que gosta de pegar um bronze na cútis. Wink

E volto num episódio onde competições bizarras são pano de fundo para mais loucuras dessa turminha do barulho. Muito bom ver Josh finalmente desabafando com seu irmão toda sua insegurança. Na verdade, era mais ou menos isso que eu já esperava que fosse o motivo do recalque de Josh, mas deu até peninha dele sendo ignorado mais uma vez e deu pra compreender a insatisfação dele. E agora que tudo está esclarecido, quem sabe eles poderão ser irmãos mais amigos e com direito a implicância fofa, coisa que já tivemos nesse episódio com Josh zoando Stan por falta de qualificação e ele revidando por braçudinho não conhecer parque aquático da ilha, desciclopei!
O melhor é que, no fim das contas, Stan mais uma vez roubou os holofotes, porque está mais do que óbvio que se machucou de propósito para Josh brilhar... E nem precisava se destacar no beisebol pra brilharl, quando desfilou de sunga por aí, ainda que Tamara tenha lá suas dúvidas sobre os atributos do rapaz. Laughing

Aliás, não sei nem por onde começar com essa cena, gente... Desconforto de Josh e Mason já é algo que rende piadinhas, mas disputa de Mason e Tamara para ver quem merecia ir pra competição de piscar foi sensacional! Simplesmente amei a cretinice dessa disputa que teve o final divertido de Tam sendo enganada, mas amei muito mais vê-la desmerecendo Drew e mais uma vez revelando todo seu amor por Josh. Acho que esse é um tipo de piada que eu dificilmente vou me cansar, simplesmente amo babblações confusas dela e que tenham que recair no amor que tem por Josh. E apesar de torcer para ela conseguir ter esse amor correspondido, preciso dizer que a química que senti da primeira vez que Elliot e Tam contracenaram estava presente novamente e acho que esses dois também dariam um casal interessante.
Vale ressaltar também que Elli muito divertofo sendo politicamente incorreto durante anúncio de Elizabeth sobre competição.

E por falar nessa quenga, ela não tem mesmo limites, huh? Simplesmente amei todo o papinho motivacional dela pros seus súditos para ganharem a competição pela primeira vez quando ela mesma perdeu uma prova, LOOOL. Mas é aquilo, né, competição sobre conhecimentos da ilha é algo muito sem sentido, tinha é que ter corrida de Segways, aí ninguém segurava Pamelão!

Para encerrar, temos Allison... E ela nem foi tão importante assim, na verdade. Quer dizer, teve ceninha com Riley, mas sinceramente não consigo torcer por casal. Gosto muito mais quando Allie é uma quenga que revela para Tam que finalmente entende o que nossa babbladora viu no braçudo. Smile

E no próximo, essa galerinha da pesada vai ter um folga... Porque né, trabalham muito, tados! Rolling Eyes

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

# 1.11

Mensagem  Harbor em Qua Ago 22, 2012 10:34 am

Amo que faça um episódio com os personagens tendo um dia de folga para fazerem o que bem quiserem quando é isso que já fazem normalmente. #Joshfeelings

E amo também que no seu dia de folga, nosso braçudinho querido não vá visitar seu irmão que se machucou de propósito para que ele pudesse brilhar... Mas não reclamo muito porque toda a dinâmica de Mason e Josh foi muito boa de se acompanhar. Finalmente, podemos dizer que os dois são amigos e superaram todo o desconforto... Quer dizer, Mason não, porque obviamente ficou chateado com beijo de Josh e Allie no final, queria que fosse ele ali. Aliás, será que no fundo não é isso que tá fazendo a relação dele com Randy não fluir? O fato dele no fundo ainda ter esperanças de algo rolar com Josh? Espero que não e que esses conflitos acabem logo ou Mason é quem vai ser o único adido solteiro da embaixada muito em breve.
E Josh muito tolo não querendo se realizar com um milkshake, gente... Será que é que nem Nellie e não sabe do que realmente se trata? Aparentemente, até a vovó Etta, que Deus a tenha, sabe!
Finalizando, amo que seja cretino o suficiente para encerrar a cena divertofa dos dois com a destreza de Mason em chupar picolé, LOOOL.

Gente, o que foi o término de Riley e Allison? Seriously, Riley ficar abalado por Josh usar anel da competição de dança que RILEY NÃO QUIS participar e isso o desestruturar na prova foi o fim da picada pra mim. Até entendo que ele queira uma relação mais consistente, que não se detenha apenas ao sexo, mas sinceramente, não sou o maior fã de Riley e fico feliz que ele tenha deixado Allison livre. E por mais que o sexo pudesse ser bom e Allison tenha milkshake para trazer todos os bois pro seu jardim, também acho que ela merece uma relação que seja mais do que sexo... E quem sabe, braçudinho possa ser isso pra ela! Wink

Até porque Tamara e Elliot juntos é algo tão, mas tão bom de ver que não me importaria dela ser a pessoa que vai domar o coração rebelde dele, LOL. Não sei se já disse antes, mas, além de todas as babblações fofas de Tamara, muito me diverte o jeito peculiar dela dizer algumas expressões como “domar seu coração rebelde” e “cara com alma honesta” como se fossem as coisas mais naturais do mundo, desciclopo horrores. E amo que ela seja tão fofa ao ponto de querer aproveitar seu dia de folga para conhecer melhor um completo idiota que admite que é um completo idiota.
E toda a confusão no final dela achando que Elliot é gay é bem compreensível, afinal essa relação dele com Andrew é muito esquisita e nem posso dizer que é um bromance inocente que nem o de Blake e Michael, por exemplo. Rolling Eyes Só quero ver como Tamara vai levar essa notícia adiante, afinal não conseguiu revelar isso para ninguém ainda. E se Elliot não pode ficar com Tam, não faria mal ele ser gay, porque aí Mason poderia realizar seu sonho de fazer o que ele tanto quer com o corpo do nosso rabugento idiota.

Por fim, temos Elizabeth, essa louca que leva os turistas pessoalmente ao aeroporto e bebe às 8 e meia da manhã! E na verdade, basicamente, o que fez foi isso, além de apresentar o plot principal do episódio na cena inicial, que foi repleta de piadinhas deliciosas... Amo muito a dinâmica e a química presente entre os personagens, sempre me divirto nas cenas de mulão da série! Laughing

E no próximo temos Lalaine, gente, é muito desbunde dessa série!

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.13: "Judgement"

Mensagem  Luciano Guaraldo em Qui Set 06, 2012 8:51 am

NO STRINGS ATTACHÉ'D #1.13: "Judgement"
Chega o dia do julgamento de Elizabeth (Pamela Anderson), e Mason (David Henrie), Allison (Chelsea Kane) e Tamara (Andrea Bowen) terão de dar os seus melhores depoimentos para convencer a maior rival da embaixadora (special guest Peta Wilson) de que ela merece continuar no cargo. Enquanto isso, Josh (Alexander Ludwig) finalmente desvenda o plano de Elliot (Kevin Zegers) e precisará correr contra o tempo para impedi-lo. Último episódio da temporada!
Também participam Julian Ovenden, Drew Roy, John Reardon, Jonathan Firth e Austin Butler ("Heritage").
avatar
Luciano Guaraldo
Admin

Mensagens : 211
Data de inscrição : 15/10/2010
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://www.tvsn.hol.es

Voltar ao Topo Ir em baixo

1.12

Mensagem  Harbor em Ter Set 11, 2012 12:01 am

Olha, ainda bem que já vi a promo no final do 1.13 e sei que vai ter uma segunda temporada, porque sinceramente preciso de mais loucuras dessa tchurminha da pesada. Para ser bem sincero, acho que NSA foi a sua série que menos me agradou de imediato... Como Leo bem disse no início, você saiu da sua zona de conforto e criou uma série totalmente diferente do seu estilo, mas mantendo ainda um pouco de sua essência e foi estranho para mim também sair da minha zona de conforto como seu leitor. Mas, cá estou, 12 episódios depois, amando muito essa delícia e bastante feliz por saber que haverá uma segunda temporada, ainda que não saiba exatamente quando (mas, hey, tenho um episódio especial de 2 horas para me deliciar! Smile )... Fato é que essa pequena confissão é só para mostrar como as coisas mudam, estranhei bastante a série no início pela sua comicidade dramática e hoje não consigo imaginar seu fim.

E parte disso se deve ao fato de termos Tamara Bailey na série. Desde o início, o reaproveitamento dessa iconica personagem de LIP já era um dos grandes destaques, mas ver mais do universo de LIP sendo reexplorado (primeiro com Collin e agora com Kim) foi muito bom. Por mim, pode fazer isso sempre, pois é bom para matarmos a saudade dessa merda deliciosa que foi LIP.
E consegue reaproveitar elementos de LIP pra enriquecer as tramas de NSA e agregar valor, não apenas reaproveitando por reaproveitar. E tudo isso mantendo a essência e o clima de NSA, essa série tranquila e divertida que aprendemos a amar. Laughing E como estou divagando hoje, huh?
Como eu disse antes, foi muito bom rever Tamzinha e Kim em cena novamente e ainda bem que Tam estranhou toda a empolgação de Kim, porque também não lembrava muito das 2 como amigas, na verdade quarteto principal de LIP meio que menosprezava os guests do seu círculo de amizade e agora Kim ta aí nessa barra de vida sem nenhum amigo tendo que viajar para ilhas logínquas para estabelecer alguma amizade na vida. Aliás, amei toda a confusão pelo fato de Tamara conhecer 2 Joshs diferentes. Mas barra de vida mesmo passa Tamzinha que, além de amar twix e algodão doce, ama Josh também, pobrezinha, e precisa ficar ouvindo Allison enaltecer os atributos físicos de nosso eterno braçudinho!

E é dessa vagatéia que falo agora... Sim, porque ela é uma vagatéia, ainda aquela vagatéia (Leo que ressuscitou essa gíria supimpa! Cool
Olha, preciso dizer que estou com um medo da ausência de Riley na finale. Sim, eu não o suporto, mas pelo menos a existência dele fazia com que Allison tivesse alguém pra chamar de seu ao invés de ficar vulnerável e sair beijando o cara que sonha com seu beijo desde o primeiro instante em que a viu. E pior que ele nem pode descarregar sua vulnerabilidade em Tam, porque ela já aceitou tomar outro milskhake com Ale pra trazer todos os bois pro jardim dela. Dessa forma, sobra apenas Mason para Josh descarregar sua vulnerabilidade... Aliás, espero que Mason dê um jeito em sua vida na finale, hein! Porque sei que não foi fácil pra ele ouvir da química de Jollison (porque ama braçudo!) e não quis ir pro festival discutir sua imaturidade com Randy (porque ama braçudo!). E não é ótimo que eu tenha começado a falar de vagatéia e tenha pulado pra Mason? Acho que ainda não aprendi a diferenciá-los after all Laughing
Brincadeirinhas à parte, voltemos à Allie. Veja bem, não quero que reate com Riley, mas não pode ficar demonstrando suas vulnerabilidades com beijos errados. Ainda acho que essa história dos dois não acabou, mas tenho a impressão de que vai vir um boi novo pro jardim de Allie pra deixar tudo ainda mais complicado. Será que é irmão bruxinho de Josh? Sem participar de SAB e com apenas piloto de Heritage, não é como se Buttler tivesse muito ocupado, não é mesmo? E volta no próximo, hooray!

E involuntariamente, acabei falando já tudo que queria de Josh sem dedicar um parágrafo exclusivo pra ele, coitado! Mas força aí, braço, que logo sua vida dá uma guinada! Afinal, mesmo que a vida te lance uma bola curva, você precisa estar pronto para rebatê-la. Wink

Elliot e Elizabeth foram os que menos se destacaram, mas tiveram momentos de destaque, uam uam!
Verdade é que me diverti muito tentanto imaginar o Elliot tranquilo e divertido que aprendemos a amar, mas ele estava bem áereo pensando na grande rasteira que vai dar em Elizabeth. Sad
Apesar de louca e extravagante, Eli quer apenas o bem de seus também não tão normais funcionários, vide injeção de ânimo que deu em Mason no fim do episódio. Espero muito que ela tenha seguido seu conselho e chorado tudo o que devia no seu quarto. Agora é só se preparar para manter a embaixada sob o seu comando. Afinal, sem ela, no more Segways, e isso não pode acontecer!

Sei que finale já tá pronta, mas podia aproveitar essa vibe de reaproveitar personagens e pegar Travis Salinger para ajudar Eli em sua defesa no julgamento. Razz

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

# 1.13

Mensagem  Harbor em Ter Set 11, 2012 8:14 pm

Olha, gente, quando mencionei que Travis deveria participar do julgamento dessa finale, mal podia esperar que os acontecimentos iam ser ainda mais loucos do que se ele realmente tivesse aparecido... Leo ainda me avisou, mas realmente me surpreendi. E não esqueçamos que Travis já reproduziu em uma de suas participações o viral "o que é direito", então pra eu ter me surpreendido com rumos jurídicos de NSA é porque as coisas ficaram mucho, mucho locas! Mas desciclopei! Smile
E fico muito feliz que teremos uma segunda temporada da série, mesmo que não se saiba ainda quando, pois, por mais que tenha amarrado algumas pontas nesse especial de 2 horas, ainda tem muita coisa para ser trabalhada e mal posso esperar por elas. Preciso dizer que, por mais que tenha visto promo de segunda temporada antes de ler o episódio, não tinha reparado que era Chordzinho no Segway... Bem, se não é ele, é alguém bem parecido! E confesso que achei que special guest delicioso que Leo tinha sugerido pra season 2 era Justin Hartley, afinal ele seria o novo fixo em season 2 de Split, depois foi rebaixado pra special guest e nunca teve a chance de fazer seu début, LOOOL. Mas Chord faz muito mais sentido e vou amá-lo como filho de Elizabeth.

Josh finalmente foi visitar o irmão e pudemos ver que, depois de tanto recalque retraído, os dois tão aí numa boa e cheios de amor pra dar... Afinal, quer mais prova de amor de irmão do que ser abandonado em hospital em plena alta e sem carona pro aeroporto? Laughing E eu espero sinceramente que Stan dê as caras novamente em season 2, afinal não é como se Buttler tivesse muito ocupado em Heritage, SAB ou "A fabulosa aventura de Sharpay 2", né? Porque sinto que esses dois, embora tenham resolvido suas diferenças (mais Josh que o próprio Stan), ainda não as resolveram por completo... Quer dizer, preciso ver mais cenas dessa camaradagem dos dois pra ficar com a impressão de que resolveram tudo de uma vez!
Mas entendo completamente que Josh tenha abandonado irmão para ir desmascarar Elliot e seu terrível plano. Muito divertido vê-lo chegando no tribunal e pedindo a todos que impedissem Elliot de entrar e muito fofo fazendo toda aquela defesa pra Elizabeth... Sei que Elliot foi bem venenoso em dizer que Elizabeth tava atacando Josh, mas não duvido nada que ela começasse a fazer isso agora, LOOOL. Sei que disse que aprendeu com seus erros, mas é de Elizabeth que estamos falando, for Sara's Sake! E no fim das contas, acho que Josh finalmente conseguiu provar seu lugar e valor e definitivamente deixará de ser o cara novo! Way to go, braçudo!

Vou confessar pra vocês que amo jujuba, trakinas de chocolate e pizza, mas não amo tanto essas coisas quanto amo Tamara! Como não amar essa defensora das prostitutas?
Sério, meus parabéns pro Leo que idealizou a personagem e pra você que teve a brilhante ideia de aproveitá-la maravilhosamente bem como lead woman dessa delícia. Se tem uma coisa pela qual eu torço na próxima temporada é que ela abanbone seu modus operandi copiado por Jenna e finalmente se declare pra Josh e os dois consumem esse amor em alguma van por aí. Afinal, acho justo que copie algo deles se estão copiando você, mas se for copiar mesmo alguma coisa, que copie Val, essa linda!
Voltando a Tamzinha... Por mais que eu ame os conflitos causados por amor não revelado que tem por Josh, ela precisa dar um jeito na vida amorosa dela, pobrezinha! Ou toma mais milkshakes com Ale ou finalmente revela ao braçudo como o ama, até porque não creio muito que ele vá conseguir algo mais com Allison. E preciso ressaltar o quanto dinâmica de Tam e Mason é ótima, gente! Sério, os dois juntos me divertiram horrores nesse episódio e olha que nem precisaram competir pra ver quem conseguia ficar mais tempo de olhos abertos, apenas discutiram dilemas morais e sobre o suposto amante de Elliot. Tá aí uma coisa que acho que devia explorar mais na próxima temporada, essa amizade entre os dois.

E é de Mason que falo agora... Amei muito (tanto quanto jujuba, trakinas de chocolate e pizza) que órbitas oculares de Mason tenham tido seu momento de destaque, preciso confessar que sempre achei um pouco estranho (de uma maneira completamente não preconceituosa).
E nosso zoiudinho tava on fire hoje, seja dançando BSB, seja mantendo seus olhos bem abertos, mas principalmente em seu depoimento... Me diverti muito com Tamara e Allison, mas Mason tava muito desciclopante acusando Nia de preconceito com suas órbitas oculares e imaginando Randy com nome imponente como Apollo, LOOOOL. Aliás, acho ótimo que Randy tenha dado as caras no episódio, mas não tenhamos visto o envolvimento dele com Mason, tá aí uma coisa que precisa ser melhor explorada na segunda temporada, até porque Mason não vai poder se aventurar com Elliot... E se quiser explorar o lado hétero dele, até sugiro que se atraque com Kimzinha só pra ela aparecer mais também! Smile E não ia ser ótimo Tamara se metendo na vida desse casal?
Mas voltando a Mason... Acho que é bem provável também que acabe se apaixonando por Chordzinho (como não?). Só sei que estou louco pra acompanhar todas as desventuras amorosas dele, seus dilemas morais e a bullynação com suas órbitas oculares, que são tipo assim: Shocked

E o que dizer de Allison querendo saber se Riley ainda pergunta por ela apenas para ficar com seu ego inflado? É o tipo de coisa que a torna uma vagatéia tão adorável! Sério, amo que só queira saber de Riley por motivos fúteis e falando pra Nia que ela deve responder a verdade pois está sob juramento, amo muito! E como se isso não fosse suficiente, ainda fica trollando no julgamento tentando adivinhar a palavra mágica pra soltar Elizabeth. Aliás, julgamento como um todo foi uma trollação sem tamanho... In a very good way!
Agora Allie tá livre pra ajudar os habitantes da ilha a melhorarem seus negócios para a economia fluir melhor, LOOOL. E será que ela vai assumir o cargo de Elliot? Acho que seria algo interessante, mas se isso acontecesse, não teria muito o que fazer com Elli e, por mais bertulino que tenha sido, não imagino série sem ele. E se Elli voltar, não seria nada mal ver Allie tendo que distribuir conselhos pros negócios locais... Desde que não envolvessem caranguejos, claro!
E se a dinâmica entre Mason e Tam foi ótima, o mesmo deve ser dito de Elizabeth e Allie no tribunal... Sério, estavam num sincronismo tão bom com as piadinhas e trolladas que deu gosto de ler! Very Happy

Acho que não vai ser surpresa nenhuma se eu disser que, no fundo no fundo, achava que Elliot não tinha armado nada ou que ia acabar testemunhando a favor de Elizabeth... Pois é, sou um pobre otimista iludido incorrigível!
A verdade é que até entendo os motivos que o levaram a armar contra Elizabeth e denunciá-la, mas como James bem disse no julgamento, ele começou a mentir apenas para tirar Elizabeth do cargo e se vingar dela por ter atrapalhado o futuro dele. Se for parar pra pensar bem, acho que essa história toda serviria para Elliot largar St's Jude e tentar a sorte em outro lugar, mas creio que ele ainda seja importante para série e gostaria de vê-lo arrependido de suas ações e se tornando o cara divertido e tranquilo que Elizabeth um dia conheceu... Estou sendo um pobre otimista iludido de novo? Rolling Eyes
E bromance dele com Andrew acabou de forma tão drástica, huh? Foi apunhalado e nunca mais poderá contar com ele pra se encontrar no lugar mais romântico da ilha! Sad

Last, but definitely not least, temos Elizabeth... E como não amar essa louca que faz tão pouco caso do julgamento? Só preciso dizer que fiquei decepcionado dela não ter entrado num Segway, teria sido uma entrada triunfal! Mas pelo menos ela roubos os offs de Josh e foi a narradora da série nesse episódio.
Realmente, ela é louca e tudo mais, mas comprei o discurso de Josh e efetivamente acredito que ela seja boa para exercer o cargo e, mesmo que não fosse, é como Apollo bem disse, ninguém realmente dá a mínima pra St's Jude... Aliás, amei muito esse choque de realidade. E amo que, no fim das contas, Nia tenha decidido manter Eli no cargo só pra competição do ano que vem ter a mesma graça de sempre, LOOOL.
Confesso que achei que bloqueio de Elizabeth tinha sido pra Lawrence, mas depois, quando ela disse que era alguém que o pessoal não conhecia, comecei a imaginar que fosse mesmo algum parente dela, mas não que fosse o filho. E essa é mais uma das tramas promissoras que mal posso esperar na segunda temporada, até porque mal ou bem, depois desse episódio, comecei a vê-la mais como mãe dos demais personagens... Uma mãe mucho mucho, mas mucho loca, mas uma mãe! E vai ser interessante vê-la sendo efetivamente uma mãe.
Também adoraria rever James com Elizabeth (e não importa em qual cama seja, não sou tão exigente assim), porque, afinal de contas, depois do que ele fez no julgamento, vimos que ele possui uma alma honesta e, segundo Tamara, é disso que Eli precisa... Aliás, me surpreendi de não terem mencionado essa atividade extra-embaixada que Tam e Elli tiveram que fazer.

Preciso ainda fazer um parágrafo só pra comentar o julgamento. Imagino que deva ter sido um pouco trabalhoso de escrever, mas o resultado não poderia ser melhor. Sério, se em Stunt você já tinha feito um bom trabalho com as loucuras de Travis, aqui você se superou... O fato de não ser um julgamento de verdade deve ter ajudado um pouco, mas amei muito cada depoimento e toda a tortura de Nia por ter que passar por aquilo, sem falar na própria falta de noção da Elizabeth. Foi tão bom que sugiro até que faça um julgamento pra julgar se Elliot merece ou não voltar pra embaixada. Rolling Eyes

E é isso, NSA encerra sua primeira temporada de forma excelente, me deixando ainda mais ansioso pra segunda onde espero mais loucuras dessa tchurminha da pesada. Também fico tranquilo que tenha amado meu comment anterior, fiquei apenas com medo de achar que estava churrascando a série, mas intenção era mostrar o quanto me surpreendi com ela e não consigo imaginar seu fim assim na primeira temporada, assim como não imagino ainda o de TATS e o de FD que, prometo, vou me dignar a comentar! Laughing

Até a segunda temporada com muita Segwayzação de Chord! Smile

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.01 - "Curveball"

Mensagem  Victor Poroca em Sex Mar 15, 2013 12:34 am

OBS: Esse comentário deveria ser MUITO maior se não fosse por esse maldito fórum que desloga bem na hora que eu decido postar.

*BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM*

Gostou da minha surpresa, quenga? Finalmente tomei vergonha na cara e resolvi voltar a ler as séries da TVSN. E para começar a minha volta a este lindo mundinho, resolvi começar pela série que, assim como Suzana Ferreira, não sei pronunciar de maneira nenhuma. Sério, que pedância, menine! Parece até que você assiste AMC e Showtime, e não Power Rangers! Entretando, preciso confessar que, na verdade, apenas reli o episódio, porque já tinha lido há séculos quando você me mandou por MSN. Outra coisa que preciso falar: acho que gostei mais quando li agora do que pela primeira vez? Será que foi por que todas as séries americanas estão tão horríveis que reler um episódio tão bom só me fez gostar ainda mais dele? Não sei, mas pode ser.

Uma coisa que, com certeza, devo concordar com Suzana Ferreira é que o episódio foi mais um drama com comédia do que uma comédia dramática. Não sei se foi porque li tudo enquanto ouvia The Fray, mas realmente senti um tom mais dramático no texto, provavelmente devido à amargura de Elliot e todo esse mistério ao redor do Andrew, além da narração digna de Meredita Grey. Mesmo assim, não achei o episódio melodramático ou algo do tipo, já que crisei e ri sem parar em vários momentos, graças a personagens como Elizabeth, Tamara e Allison. Ou seja, o piloto foi uma misturinha perfeita entre drama e comédia.

Agora é a hora de começar a falar sobre os personagens, né? Então, começarei logo pelo principal, obviamente. Durante praticamente todo o episódio, eu não achei que Cara Novo seria nada mais do que um menino bonzinho e sem muita personalidade, mas não é que me surpreendi bastante com a cena da faxina entre ele e Elliot? Tirando os voice overs, que foram muito legais, esse foi o primeiro momento que eu finalmente consegui diferenciar o personagem dos outros, porque ele não foi para St. Judes apenas para encher a cara ou sensualizar igual a Gaiola das Popozudas, mas para realmente fazer a diferença e deixar sua marca no local. Eu até diria que ele é a voz de uma geração, mas ele não é gordo e nem tira a roupa em todas as cenas só para provar toda sua coragem e bravura, né? Resumindo, Cato realmente provou ser um protagonista bem protagonista, simpático e extremamente torcível nesse episódio, então... Parabém!

Ao contrário de Josh, eu não gosti muito de Elliot. Eu sei que toda série precisa de um antagonista, mas isso não significa necessariamente que eu preciso gostar dele, né? Eu achei Elliot extremamente bitter, mas pelo menos o papel dele na série é extremamente importante porque ele é a pessoa que dá esse tom dramático, além do suspense, para a série com o grande mistério de Andrew. Preciso confessar que realmente fiquei curioso sobre o que diabos aconteceu entre esse ser desconhecido e o resto dos assessores. Além disso, qual era a relação entre Elliot e Andrew para este ficar tão #chatiado com a saída dele? Será que eles eram apenas amigos? Ou tinham uma sensualização de bros helping bros, bem HT? Viu quantas perguntas? Aliás, mais uma! Sinceramente, espero muito que essa história acabe sendo desenvolvida nos próximos episódios e não só no final da temporada.

Durante todo o episódio, eu gostei de várias duplas, como Josh/Tamara e Pamelão/Qualquer Pessoa, mas acho que a melhor dinâmica de todo o piloto deve ter sido mesmo entre Allison e Mason. Eles não foram tão bem desenvolvidos quantos os outros personagens justamente por serem coadjuvantes, mas já adorei muito os dois, principalmente Allison por: a) ser Chelsea Kane b) ser uma quenga psicopata safada que passa o dia inteiro ameaçando todos com sua peixeira enquanto dança "Mama" na gaiola ao lado de Valeska.

Agora que já falei de todos os outros personagens, posso finalmente focar nas minhas favoritas absolutas, que são obviamente Tamara e Elizabeth. Eu já era completamente apaixonado Tamara desde os áureos tempos em que ela fazia colegial (e eu era o quê? Sexta série?) e acho que apenas a amo mais ainda agora que está envolvida em guerras mundiais e bullyings diplomáticos com Blangladesh (beijos, Lady Shébina!). E Pamelão, claro, já virou minha preferida no minuto em que você falou que usaria ela no elenco da série, mas, gente, nunca esperaria que seria tão maravilhosa e Pameliciosa quanto foi nesse episódio. Nunca vou superar ela rodopiando em sua segway ou encorporando a Solineuza Longstocking interior na hora da faxina.

Como você pode ter visto pelo singelo tamanho do comentário, eu gostei MUITO do episódio e estou realmente ansioso para descobrir as altas confusões dessa turminha da pesada. Em breve lerei o segundo episódio e todos em sequência para comentar aqui. Enfim, só posso dizer parabéns por mais uma série delicinha feita por você.
avatar
Victor Poroca

Mensagens : 13
Data de inscrição : 16/10/2010
Idade : 23
Localização : Recife - PE

Ver perfil do usuário http://www.seriadores.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.02 - "Worthy"

Mensagem  Victor Poroca em Dom Mar 17, 2013 1:27 am

Mas que episódio merecedor de comentário, hein? Tudumpá!

Deixando minha tentativa de fazer piadinha digna de comédia stand-up de lado, venho aqui outra vez para comentar mais um episódio (bem) acima da média. Acho que estou cada vez mais gostando das aventuras desses funcionários da embaixada mais fora do comum que provavelmente existe em todo o mundo. Episódio "desta semana" continuou misturando drama e comédia de uma maneira bastante equilibrada e, aliás, adicionando uma boa dose de fofura à fórmula.

Gente, não esperava que o episódio fosse acabar se tornando tão fofo como foi. Fiquei suspirando uns "Awnnnn" e fazendo corações com a mão durante toda a leitura. Quer dizer, quase isso... Por outro lado, não devo ter rido tanto quanto fiz no piloto, porque realmente senti a falta de duplos twists carpados de Pamelão no segway, mas "Worthy" realmente serviu para aprofundar os personagens e, claro, as diferentes dinâmicas entre todos eles, o que é extremamente importante. Mesmo assim, não vou dizer que o episódio foi sem graça. De jeito nenhum, porque rolei de rir com os incidentes envolvendo relações comerciais de prostitutas e misteriosos mísseis no Haiti. E-X-I-G-O flashbacks mostrando todos esses momentos históricos e imperdíveis.

Inegavelmente, episódio foi todinho para Cara Novo, né? Tô tão chocado com o todo o tratamento não-TVSNíco que ele vem recebendo, porque acho que praticamente nunca vi um protagonista tão importante e central na história desse canal. Quem diria, Luciano, quem diria?! E, justamente por isso, Cato tá me conquistando cada vez mais. Mais uma vez, os voice overs foram perfeitos para apresentar e concluir os principais temas do episódio: o medo de não ser merecedor o bastante daquilo que você recebe? Afinal, quem nunca se sentiu exatamente igual a Josh em qualquer momento da vida?

Apresentar todo esse mundinho extremamente bizarro e divertido através dos olhos de uma pessoa tão insegura e repleta de dúvidas quanto Cato foi uma jogada fantástica, porque deu tanto a chance de desenvolver dramas causados por toda essa desconfiança e medo característicos do personagem e, claro, criar acontecimentos cada vez mais deliciosos e absurdos, afinal, qualquer erro feito em St. Jude's provavelmente vai causar um escândalo internacional de proporções nunca antes vistas, né?

Outra grande causa dessa fofura toda no episódio foi, óbvio, o aprofundamento da relação entre Josh e Tamarinha. Não achei que você fosse investir amorosamente nos dois tão cedo, mas adorei. Tamara tem o incrível dom de ser apaixonante em qualquer cena, mas ainda quando está tentando consolar sua nova paixonite e apenas piorando toda a situação dele. Infelizmente para esta linda, Josh não parece perceber que ela está caidinha por ele e provavelmente só deve considerar ela como sua amiga mais próxima na embaixada. Espero muitos desencontros e confusões amorosas para esses dois, principalmente se Mozelento resolver dar uma passadinha na ilha, né?

Quem diria que Pamelicious seria tão eloquente e digna de discursos tão grandiosos quanto Lincoln, hein? Daniel Dia-Luís que se cuide! Elizabeth mais uma vez foi destaque no episódio, mas dessa vez não foi por suas grandes habilidades em automóveis práticos e modernos. Seja revelando o segredo de que pega qualquer homem, exceto os empregados para não ter problema no RH, ou jogando a real na cara de todos ao falar que são todos tão inexperientes quanto o próprio Josh, a estrela de Pamelão continuou brilhando no episódio, o que eu obrigo você a fazer sempre, porque não aguentarei episódios em que essa deusa não esteja exalando sua deliciosidade por aí.

Ou seja, mais um ótimo episódio para essa série que continua conquistando meu coração. Vou tentar começar um revezamento entre NSA e HT After HT, então espere mais um comentário amanhã ou segunda-feira. E, respondendo a grande questão da promo do terceiro episódio, é óbvio que eu convidaria Allison porque, gente, é CHELSEAZINHA KANE! Como não chamar para encontro?
avatar
Victor Poroca

Mensagens : 13
Data de inscrição : 16/10/2010
Idade : 23
Localização : Recife - PE

Ver perfil do usuário http://www.seriadores.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.03 - "Date"

Mensagem  Victor Poroca em Qua Mar 20, 2013 8:11 pm

Entre ataques de caranguejos invisíveis e sexos ardentes com homens peludos, não é que No Strings Attaché'd teve seu episódio mais crisante até agora? Ao contrário dos dois anteriores, Cara Novo não teve um plot mais dramático, mas isso não ser quer dizer que ele não continua se ferrando semana após semana após semana, né? Primeiro já teve uma recepção até que bastante anti-clímax no piloto e depois só tomou na urra sendo culpado por incidente diplomático com prisões injustas e a descoberta de que ele não era nem a primeira ou segunda opção para esse cargo tão importante (cof cof!) em St. Jude's, mas sim a terceira. E não é que se ferrou mais uma vez? Eu acho que ele devia marcar uma consulta com uma benzedeira urgentemente para tomar um banho de sal grosso, porque a coisa não tá boa pro lado dele.

Dessa vez, em um ataque repetindo de coragem, Josh resolveu convidar Allison para um encontro, quer dizer, para uma reunião estritamente profissional para conhecer a cultura e culinária da região. AHAM, SEI! Como tudo que acontece com ele, o encontro deu errado. Ao mesmo tempo, Elizabeth provou mais uma vez que deve ser a pessoa mais louca dessa ilha obrigando seus empregados a encontrarem seu próximo peguete em vez de resolverem coisas muito mais apropriadas para seus cargos. Como pode ser visto, os dois plots de "Date" foram completamente voltados para a comédia e, obviamente, não estou reclamando, porque ri horrores durante o episódio já que tudo que acontece nessa série é absurdo, ou seja, maravilhosamente divertido.

Enquanto Josh mostra cada vez novas maneiras de se ferrar, Pamelão está fazendo de NSA sua passarela e exalando deliciosidade em todos os momentos, né? Novamente, ela não está no segway, o que é uma tristeza, mas agora ela mostrou seu lado fogoso e sensual, sem ser vulgar, obviamente. Não sei como duvidei por algum tempinho que Elizabeth estava realmente mandando Tamara e Elliott escolher um parceiro sexual adequado para ela porque isso parece algo característico dela, mas foi tão, mas tão surreal que foi impossível não rir. Aliás, parabéns pela escolha de seus cafetões, né? Ela escolheu logo as suas pessoas mais opostas de toda a embaixada e, mais uma vez, Elliott se provou muito chatinho.

Eu sei que Kevin Zegers é tipo seu Sean Faris e acredito eu que personagem em si realmente não foi feito para ser o queridinho do público, mas ele precisa ficar resmungando e rolando os olhos para todo mundo? Ele é realmente antipático e tá precisando de um reality check o mais rápido possível, mas pelo menos teve a brilhante ideia de ficar procurando pretendentes para Pamelão no saguão de desembarque do aeroporto como se xaninha de Elizabeth fosse quase um ponto turístico da ilha, semelhante ao distrito da luz vermelha. Já Tamarazita continua maravilhosa realmente levando a sério a jornada para encontrar um parceiro sexual para Pamelicious e ficando na dúvida se ela queria Kid Bengala ou alguém com olhar compreensivo. Sério, com essas momentos realmente fica impossível não amá-la, né?

Enquanto Pamelão pelo menos conseguiu realizar seu desejo, Josh tentou se arriscar, mas não uma vez se deu mal. Tive muita pena dele, novamente, porque deu pra ver que Allison passou o tempo inteiro rindo da cara dele por ele não ter coragem de falar o que ele realmente queria. Eu a desculpo porque é Chelseazinha, mas não gosti muito dessa quengagem extremamente gratuita que ela fez. Se ela já estava com Riley e sabia desde o início sobre as intenções do Josh, por que diabos resolveu aceitar o "encontro" e, além do mais, chamar Mason para acompanhá-la? Só para dar uma lição de moral no Cara Novo para ele aprender a jogar as ansiedades e inseguranças pro alto cima alto cima em cima? Achei cruel e não aprovei.

Pelo menos o encontro em si foi hilário, em compensação. Josh estava fofíssimo como sempre tentando conquistar o coração de Allie mesmo sem nenhum tipo de tato social enquanto Mason obviamente estava empatando a f*da se intrometendo em todas as conversas possíveis. Mas, claro, o destaque foi o perigosíssimo ataque que ela sofreu durante a infância... Num restaurante japonês? Comássim, minha gente? Agora tô com muito medo de pedir um temakizão delicioso no delivery e receber um caranguejo assassino na minha comida. Ou ainda de ir pra praia (aham...) e ser atacado pelos caranguejos invisíveis monstruosos. Espero que a espécie seja endêmica de St. Jude's, senão a raça humana estará em perigo.

Mais uma vez, adorei o episódio e estou gostando cada vez mais dos personagens, principalmente Josh. Menine, quem imaginou que eu gostaria tanto de um protagonista quanto ele, hein? Todo episódio torço cada vez mais para que ele finalmente se encaixe nessa embaixada e, claro, comece a se pegar com Tamarinha agora que Allison revelou que não tá afim dele. Além disso, espero que Mason ganhe logo seu episódio próprio, porque tô achando que ele bem coadjuvante dos outros personagens. Tomara que você já tenha feito isso ainda nessa temporada, porque é um personagem que realmente dá para crescer, porque tem dinâmicas bem divertidas com praticamente todos os personagens e é quase um pau pra toda obra da série.
avatar
Victor Poroca

Mensagens : 13
Data de inscrição : 16/10/2010
Idade : 23
Localização : Recife - PE

Ver perfil do usuário http://www.seriadores.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.04 - "Awkward"

Mensagem  Victor Poroca em Dom Mar 24, 2013 3:00 am

Bizarros polígonos amorosos, reviravoltas inesperadas, sexualidades confusas, Tamara sendo maravilhosa como sempre e Cara Novo tomando na urra pela enésima vez. Juro que se não fosse pela última parte acima, eu acharia que estivesse assistindo mais um episódio de Awkward (#tudumpá!), mas não é que é "apenas" No Strings Attaché'd? Brincadeiras à parte, estou incrivelmente surpreendido (de maneira positiva, claro) com o episódio em si. Depois de usar os três anteriores para apresentar e desenvolver (quase) todos os personagnes, agora é que a trama realmente começou a andar e, gosh, como eu estava errado sobre o encaminhamento das histórias, hein?

Olha, não sei como e nem por onde começar, então vamos seguir pela ordem de abertura que é melhor... Pela primeira vez na série inteira, Josh conseguiu ganhar um pouquinho da aceitação de seus colegas de embaixada. Quer dizer, not really, porque eles só foram com ele para o festival por simples falta de qualquer outra opção, né? Mesmo assim, acho que foi sim um grande passo para Josh. Foi, no passado mesmo porque ele acabou estragando isso se metendo em ainda mais uma furada. Se não bastasse ficar nessa insegurança para falar ou sequer ficar próximo da Allison e ter uma relação nada amigável com Elliott, ele agora tem que se preocupar com esse beijo mais do que aleatório e avulso de Mason. Aliás, o que diabos foi aquilo, minha gente?!

Depois de ser tratado apenas como alívio cômico pelos episódios anteriores, não é que Mason realmente mostrou ao que veio agora? E como, né? Nunca esperaria que ele fizesse o que fez! Nunca! Nunquinha! N-U-N-C-A! Se não fosse pelo que aconteceu no outro plot, eu estaria ainda mais chocado por esse beijo tão inesperado. E por mais que Mason diga que o beijo apenas serviu para tentar acabar com o constrangimento entre Josh e Allison, a cena final realmente mostrou que tem alguma coisa que ele não está escondendo? Será mesmo que ele está apaixonadinho pelo colega de quarto e está com medo de se expôr? Fiquei curiosíssimo para saber o que realmente quais são as intenções do Mason por trás do beijo e quero muito saber onde isso vai dar, porque... Nem sou tão contra ele e Josh? *BOOM* Tô me sentindo o próprio Leonardo Overstreet falando isso, mas sempre gosto dessas tramas em que amor e amizade se misturam e causam diversas confusões para essa turminha da pesada. No caso, uma coisa bem bros helping bros.

E, justamente por isso, meu coração está dividido porque também fico com muita peninha de Tamarindo, que já foi oficialmente friend-zoned, né? Devido à essa proximidade que ela tem com Josh, acabou se tornando a verdadeira confidente dele para assuntos que envolvem Allison, o que eu acho uma pena, porque dá para ver que ela sente alguma coisa por Cara Novo, mas deve ter medo de revelar o que realmente está sentindo. Então, com duas pessoas "apaixonadas" Josh e ele ignorando-os para babar por Allison, que está namorando Seeker, temos uma figura geométrica amorosa bizarríssima e extremamente complicada. E definitivamente acho que ela não será resolvida nem tão cedo, né?

Aliás, falando em Seeker, que FDP esse namoradinho de Allie, né? Não gosti dele se achando superior e mais cool que toda a ilha de St. Jude's só porque acha todos os eventos culturais extremamente entediantes e se leva a sério demais para aproveitar o movimento extremamente divertido como "Dance Dance Revolution". Obviamente ele deve assistir pedâncias iranianas enquanto discute as obras de Dostoiévski. Não sei qual a graça que Alliezita vê nele... Será que gosta de séries de aventura feitas na Nova Zelândia para syndication? Provavelmente deve ser isso, porque só tem esse motivo mesmo.

Enquanto mais da metade do elenco está nessa bagunçada relação de amor platônico conjunta, Elliott e Elizabeth foram num jantar "de negócios" que, inicialmente, achei que seria extremamente crisante, mas não é que gostei ainda mais por outros motivos? Se a todo o fator HT de Mason foi um completo choque para a minha pessoa, essa FALTA de nassersexualidade em Elliott quase me fez cair da cadeira enquanto lia o episódio. Realmente pensei que ele estava só trollando o Lawrence durante toda a cena no restaurante e não esperei pela grande revelação de que sempre foi apaixonado pela Elizabeth, mas não tinha coragem nenhuma para se arriscar e se declarar para ela.

Agora que eu sei disso, posso analisar tudo o que ele fez nos episódios anteriores e perceber que ele não estava sendo amargo só por ninguém da embaixada realmente levar o trabalho a sério, mas porque não queria que ninguém falasse mal da Elizabeth ou que ela conseguisse um novo parceiro sexual que não fosse ele. Achei fofíssimo e até cheguei a me emocionar com essa grande reviravolta. Juro que eu pensa que Andrew era ex-peguete dele, não da própria Elizabeth! Agora, Elliott realmente ganhou milhões de pontos comigo por liberar tudo o que tinha dentro si e realmente se mostrar pela primeira vez, em vez de apenas fechar a cara e resmungar com o resto do elenco. Tô com MUITA peninha dele porque ele parece gostar tanto de Pamelão (como não, né?), mas sabe que romance é proibido. Isso foi realmente a grande surpresa do episódio para mim e tenho que dizer que aprovei demais. Aliás, não só isso, como o episódio em geral também, já que considero como talvez o melhor da série até aqui.

Na minha opinião, agora No Strings Attaché'd realmente começou e estou mais ansioso do que nunca pelos próximos episódios, principalmente o seguinte, já que tudo será revelado com a chegada de Andrew. Acho que tenho alguma ideia do que aconteceu com ele devido às dicas que você plantou aqui e ali, mas já estou preparado para me surpreender porque agora que você me chocou até a alma com os acontecimentos de "Awkward", tô achando que vai chover plot twist até a finale. Será?
avatar
Victor Poroca

Mensagens : 13
Data de inscrição : 16/10/2010
Idade : 23
Localização : Recife - PE

Ver perfil do usuário http://www.seriadores.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.05 - "Andrew"

Mensagem  Victor Poroca em Dom Abr 14, 2013 5:14 pm

Quando eu disse no piloto que já imaginava o que tinha acontecido com Andrew, nunca consegui estar tão errado sobre uma coisa em toda a minha vida, né? Você tá de parabéns por conseguir me surpreender semana após semana, já que realmente não esperei de jeito algum que a demissão de Andrew tivesse ocorrido da maneira que aconteceu. Mas, claro, o melhor de tudo é que você conseguiu realmente usar muito bem os flashbacks para não só explicar os acontecimentos, mas também para aprofundar ainda mais os personagens.

Inicialmente, pensei que episódio seria completamente centrado na relação entre Andrew e Elliott, mas eu não poderia estar mais errado, né? Além disso, você também sambou na minha cara por me acostumar com Cara Novo sendo protagonista não-TVSNíco, só para fazer episódio em que ele aparece apenas para ser a Mary Alice, né? Mas, olha, todas as cenas do episódio foram tão importantes que foi melhor mesmo não dar tanto destaque para Joshito nesse episódio.

Juro que pensava que Andrew e Elliott tinham uma relação bem... Digna de Leonardo Oliveira, mas não é que ambos realmente eram apaixonados por Pamelão? Aliás, eu nem os culpo, por que quem não é, né? Aliás, Elizabeth foi uma das grandes estrelas do episódio, sendo levada ao limite da razão por esse romance tórrido. Ao mesmo tempo em que morri de rir com essa quenga maravilhosa sendo safada e querendo dar umas lições de "bons modos" (na cama), também fiquei chocado com ela fazendo de tudo para manter o cargo na embaixada, inclusive culpando seu próprio amante de ser traficante de drogas. Aliás, o que eu mais gosto de Elizabeth é que toda semana vemos uma faceta completamente nova de sua personalidade, mas nunca forçado. Ela é mesmo absurdamente louca em todas as suas ações e é por isso que amo-a tanto.

Aliás, estou ainda mais feliz que agora oficialmente gosto de todos do elenco. Antes, eu achava Elliott um pé no saco, mas toda a história e as ações dele são tão bem justificadas pelo roteiro. Sério, até comentei contigo sobre isso. Elliott realmente tem motivos para ser amargo com a vida porque praticamente todos ali em St. Jude's realmente machucaram ele em mais de uma maneira e, agora sabendo o porquê de tudo, realmente torço para que ele pare de tomar na urra.

Assim como Elliott e Cara Novo, Tamarinda e Mason também não ganharam tanta atenção, mas não é que conseguiram me entreter bastante mesmo assim? Não tenho palavras para dizer o quanto amo Tamarinha, que consegue ser uma estrela mesmo com apenas umas cinco ou seis falas. Sério, quem no mundo além dela diz "adida"? E Mason me surpreendeu outra vez. Não sei se é porque tô muito mal acostumado com séries de Suzana, mas jurei que ele era HT e só dizia que era bi para Josh não achar que ele tá interessado dele. Fiquei chocado quando ele realmente se mostrou um pau para toda obra, agora no sentido romântico.

Entretando, ninguém foi tão destaque nesse episódio quanto essa vagaba chamada Allison. Todos nós sabíamos que ela já tinha perdido a vergonha na cara ao nascer, mas esse lado completamente inescrupuloso e chantagista foi uma novidade até que bem-vinda. Ao contrário de todos ali, essa safada tá mesmo ali para crescer na carreira e não tá medindo custos para conseguir isso, né? Eu achava que ela iria revelar o romance de Elizabeth e Andrew sem querer, mas não é que ela digievoluiu para uma vilãzinha de novela das seis e tramou toda uma estratégia para ferrar não só Andrew, mas também o próprio Elliott. E mesmo assim, não é que ainda gosto dela? Eu iria odiá-la se esse fosse o primeiro episódio da série só por essa fome por poder ser tão explícita, mas ela já me divertiu tanto nos outros episódios que agora tudo está meio que balanceado.

E agora? Praticamente todas as dúvidas levantadas no piloto agora foram reveladas (bem rápido, hein?), mas várias outras tramas foram levantadas no decorrer dos episódios, como o polígono amoroso gigantesco que envolve praticamente toda a embaixada (não só a americana, quanto a australiana também), a relação conturbadíssima de Elizabeth e Elliott e, claro, quão longe Allie consegue ir e quantas pessoas ela está disposta a pisar em cima para conseguir o quer. Eu não sei o que irá acontecer e oficialmente desisto de tentar imaginar, porque você vai acabar jogando umas bombas na minha cara de qualquer jeito, mas estou realmente ansioso, até porque o próximo episódio vai ser uma coisa bem intimista (ui!)...
avatar
Victor Poroca

Mensagens : 13
Data de inscrição : 16/10/2010
Idade : 23
Localização : Recife - PE

Ver perfil do usuário http://www.seriadores.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Comentários dos episódios

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum