Episódio #1.04 - Sibling Rivalry

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Episódio #1.04 - Sibling Rivalry

Mensagem  Leo Oliveira em Sex Mar 30, 2012 2:35 am

Obviamente distanciados, Ben (Matt Long) e Luke (Travis Caldwell) analisam os rumos tomados em sua relação de irmãos, o primeiro recorrendo a memórias e o segundo com a ajuda de Aaron (Chord Overstreet) e Becky (Amber Stevens). Courtney (Samaire Armstrong) convence Ryan (Sean Faris) e Lucy (Joanna Garcia) a se passarem por um casal no jantar de família, sem saber que os dois estão mesmo juntos. E Paul (Tuc Watkins) se desespera quando os problemas dos filhos atingem um ponto crítico.
Participações de Noah Ryan Scott, Clay Moncure, Zachary Johnson e Dahpne Zuniga.

Leo Oliveira

Mensagens : 169
Data de inscrição : 17/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #1.04 - Sibling Rivalry

Mensagem  Harbor em Ter Maio 01, 2012 8:49 pm

Mais um episódio com duração especial... E que episódio, hein? Tanta coisa aconteceu! Mas, como já diria Jack, vamos por partes...

Ben e Luke finalmente se acertaram e posso dizer que conversa entre os dois foi muita esclarecedora. É bom ver que, em meio a tantas piadinhas, os personagens analisam seus problemas e se acertam ao invés de simplesmente ficarem remoendo as coisas. Com Ben e Luke foi assim e, mais uma vez, construiu a coisa de um jeito que fiquei do lado dos dois, até porque não é uma situação onde necessariamente eu precise escolher um lado.
Motivos de Luke para tratar o irmão de forma diferente bem compreensíveis porque realmente relação deles mudou ao longo dos últimos anos e não foi a mesma. Além disso, por mais egoísta que possa parecer, o fato de viver à sombra do irmão não deve ser nada fácil... Ainda mais quando esse irmão é o Ben, um cara super gente boa e com a habilidade que atrai tantos curiosos. No fim das contas, fico feliz que Luke tenha desabafado e o vejo com outros olhos agora... Parte em que queria ser sequestrado um pouco exagerada, mas no fim das contas, ele conseguiu ter o pedido aceito... E eu quase pensei que ia ter um twist com ele sendo sequestrado de verdade. Felizmente, era apenas uma brincadeira.
E agora que está tudo certo entre os irmãos Higgins, já anseio por um double date entre Buke e Baaron. bounce

Lucy aceitou ir ao jantar elegante de Virginia e deve ter se arrependido amargamente... E digo isso porque seus poucos esforços na academia devem ter ido pro brejo. De qualquer forma, Lucy nem teve muito o que fazer, a não ser defender Virginia e explodir com Ryan no fim.

Ryan, aliás, continua se mostrando um fofo de marca maior... Sério, forma como ele se declarou, mesmo que não intencionalmente, para Lucy foi muito bonita! Lucy ficou comovida, mas também com medo e receio que o medo vai falar mais alto e ela não vai definir os dois como um casal, buuu! De qualquer forma, ver que ele é só brutamontes de fachada apenas para camuflar todo o amor que tem por Lucy continua interessante e tornando-o um dos meus favoritos. Aliás, com tanto personagem bom, fica difícil falar em favoritos. Sei que, no momento, Lucy não é... Sua arrogante fofa, se joga logo nos braços do seu homem! Mad

O que foi o surto de Courtney nesse episódio, gente? Não tem noção do quanto desciclopei! Me lembrou um pouco as loucuras de April e até de Michelle de Split e digo isso de uma forma totalmente positiva, amava as loucuras daquela bagaça! Very Happy Anyway, manipulação e dissimulação com Ryan, Lucy e Ben para ajuda-los no jantar foi muito boa, me diverti horrores com todas as cenas e diálogos... Court atriz bem mais competente que April! Além disso, Court muito desequilibrada (mas de uma maneira incrivelmente cômica) em querer, no fim das contas, ser atacada pela mãe por estar divorciada. Mas, por mais entretenedor que tenha sido todas as loucuras dela, preciso dizer que estou preocupado com a saúde mental da pobrezinha. Será que vai se consultar com Dr. Pierce também? Shocked

Becky não apareceu muito no episódio, pois estava muito ocupada sendo uma maldita que coloca picles no sanduíche do namorado! E tenho que dar razão para Luke, pois não está sendo intransigente nesse ponto, ninguém merece o picles. Se bem que o picles dá para tirar com a mão, coisa que é bem mais difícil de fazer com uma azeitona! No

Já Aaron saiu oficialmente do armário para o amigo e recebeu a benção dele... Preciso dizer que os flashbacks para mostrar que Luke é intransigente foram bem divertofos e fiquei com pena do pequeno Luke vendo uma criança tão albina, LOL. De qualquer forma, foi bom que eles tenham conversado sobre os problemas e terem feito as devidas piadas. Mas fiquei um pouco triste e irritado de ver o Luke de fora quando Becky e Aaron conversaram... Se estava se sentindo tão deslocado, bastava interferir na conversa, oras.
De qualquer forma, acho que os danos foram controlados e as relações aqui estão controladas, o que não podemos dizer de Ryan e Lucy, e Courtney e sua mãe.

E Paul mais uma vez teve uma aparição singela, na qual surtou com transe de Ben e aparentemente isso terá ligação com o que o dr. Pierce tentou alertar. E preciso dizer que da primeira vez que li episódio, não tinha me dado conta da viagem no tempo no final do episódio, só agora (com o quinto já lido) e relendo o quarto pra comentar, é que cena final fez sentido... Da primeira vez, achei estranho e só ignorei, LOOOL.

E no próximo episódio, Being Ben! Smile

P.S.: Sim, não podia deixar você me passar nos comments de NSA!

Harbor

Mensagens : 143
Data de inscrição : 12/03/2011

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/c_harbor

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #1.04 - Sibling Rivalry

Mensagem  Leo Oliveira em Sex Jun 15, 2012 2:39 pm

A essa altura já deve ter aprendido que "duração especial" pra Time é a normal, ou seja, tô sempre surtando muito com caracteres porque simplesmente não consigo ter enough de meus characters!

Que bom que compreendeu (#AshleeSimpsonFeelings) as motivações de Luke, esse plot originalíssimo que criei sobre irmão que vive à sombra do outro (soube que agradou tanto que será utilizado em séries de embaixada da emissora!) tende a render e, embora Luke pareça apenas mala com implicância dos primeiros episódios, eu sempre acreditei que relação fraterna deles compensava o conflito. Agora ficamos na torcida de ter outro campeonato de arremesso de atum na cidade, porque ambos estão sentindo muita falta!

Não é incrível que esse jantar maluco com Virginia, encaixado de última hora pra ter mais "sibling rivalry" no episódio, tenha resultado em declaração fofucha de Ryan e escândalo de Courtney porque a mãe não pega no pé dela por divórcio? No plano original, Gina espezinharia muito Court por ser desquitada e ficaria elogiando casal Lucyan, enquanto Courtney se desesperava e inventava coisas sobre relacionamento dos dois pra Ryan sair do posto de filho favorito, mas a trama acabou caminhando pra outro lado e ainda teve viés dramático com Ryan se declarando só pra ser rejeitado mais uma vez, então viva loucura de Court!

Viu como Luke tem muitos motivos pra ser irritadinho como é? Ninguém entende a barra que passa com picles e Becky ainda fica provocando obrigando-o a sentir aquele sabor horrível. Acho que esse é um dos arcos mais dramáticos de Time, até mais do que Ryan se declarando, e não me espantarei se até o fim da série Luke se suicidar por isso! (aí dirão que matei gratuitamente, que nem Shonda, mas matei)
E normal o pobrezinho se sentir deslocado enquanto Becky e Aaron conversam que nem futriqueiras de Sex & The City sobre detalhes sórdidos com Ben, né? Luke é cabeça aberta e já desconfiava de Aaron, mas ainda não chegou ao nível Paul de falta de sem noção de discutir tão abertamente as coisas do irmão (embora no #1.08 já esteja até pior que o pai). A cena foi mesmo só pra mostrar o quanto se prejudica por ser ofuscado por Ben, que tirou a ligação até dele com o melhor amigo, que prefere conversar sobre paixãozinha com Becky do que com o coitado!

Que belezinha sem entender viagem no tempo, gente, não ficou nem com a impressão? Às vezes me surpreendendo prevendo casais tipo Putiney, que nem estavam nos meus planos de início, e não se tocando de algo tão simples como viagem no tempo, que é a parte mais descomplicada da série, exceto no que diz respeito a bolsos!

Leo Oliveira

Mensagens : 169
Data de inscrição : 17/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

#1.04 - "Sibling Rivalry"

Mensagem  Victor Poroca em Dom Abr 14, 2013 12:17 am

E olha eu aqui de novo? Depois de longos invernos, tomei muita vergonha na cara e resolvi voltar a comentar os episódios mais do que atrasados de Time After Time. Enfim, vamos deixar de chorar pelo leite derramado e comentar esse episódio que conseguiu manter o nível da série. Quer dizer, só o nível de qualidade, porque nível de decência já chegou no negativo depois das bolas de salsicha da semana passada. Agora, em vez da sensualização irresistível de Aaronzito, tivemos um capítulo extremamente familiar, num estilo bem Pamily Fride. Infelizmente, só faltou Aloninha Taliciosa interpretando um cachorro no papel de sua carreira.

Já começo o comentário dizendo que estou irritadíssimo porque fui privado da deliciosidade de Beckyzita essa semana. Eu sei que ela tá ocupadíssima sendo o Kirk de Crestview, mas eu não me importo. Eu sei que está ocupadíssima planejando um sequestro relâmpago com a ajuda de Boca Torta, mas pelo menos ele marcou presença nesse episódio jogando (e sambando) na cara de Luke que ele é uma drama queen ainda maior que seu irmão. Nunca vi uma pessoa tão escandalosa na face da terra! É por essas e outras que sempre me pergunto como ele consegue manter o namoro com Becky. Como diabos ela aguenta essa pessoa?

Falando em drama queens, Luke e Ben estão numa disputa acirradíssima pra ganhar a coroa e o cetro da competição, né? Se antes Ben já tinha se mostrado um pé no saco fazendo drama em cima de drama para ver se saía ou não do "chove e não molha" com Aaron, agora Luke me choca sendo a Ashlee Simpson de Crestview. Ok, até entendo essa síndrome de filho mais novo, mas não acho que precisa ficar de birrinha com todo mundo sem motivos, exceto a parte do picles, porque é uma coisa que realmente parece nojenta.

Então, espero que agora que tanto a relação dele com Ben quanto a amizade dele com Aaron foram resolvidas o personagem possa finalmente se tornar torcível, assim como todo o resto do elenco e eu só precise me preocupar com os dramas excessivos de Benzito, que, surpresa, é garanhão conquistador de corações. Quer dizer, conquistador do coração de Bitchtoria, que não teve muito destaque e nem foi nada bitch, mas que já amo por ser Bitchtorião e, claro, por ser a anfitriã desse jantar tão crisante.

E, além do mais, Bitchtoria também serviu para mostrar o lado passivo-ativo, quer dizer, passivo-agressivo de Courtney. Tô mais apaixonando mais a cada episódio por essa safada, que é sem vergonha, dissimulada e cara de pau, ou seja, uma vadia, ainda aquela vadia. Court não tem mesmo nenhuma noção de realidade e tornou, sozinha, o jantar em um desastre de dimensões monstruosas. Aliás, estou puto com a senhorita (você mesmo, Leózia) por me ter privado dessa linda reunião familiar. Episódio já tava do tamanho da Bíblia sem o jantar, então por que não colocá-lo na íntegra igual "Friday Night's Alright for Fighting", hein? DECEPCIONADO! Além disso, EXIGO que o flashback da briga entre Lucy e a gangue de street dance também seja mostrado, porque quero vê-la arrancando cabelos enquanto dança até o chão.

Já que o papo é vadiagem, Lucy tá provando mais e mais que é uma cobra de coração de gelo, hein? Ryanzito fica lá sendo a criatura mais fofa do mundo enquanto revela seu amor por essa quenga e ela apenas fica dizendo que são amigos com benefícios. Se eu não amasse essa rameira, já estava xingando-a muito no tuínter, porque ninguém merece uma pessoa que trata Ryanzito desta maneira. Entretando, tenho que concordar com ela sobre cadmias. Minha gente, não tem coisa pior que isso. Só deve ter graça pra você que fica lá sensualizando e encenando o clipe de "How to Be A Heartbreaker" no banheirão.

Mesmo com tantas brigas, episódio foi bem fofo e divertido, mas é óbvio que só consigo me focar em uma parte extremamente importante: O QUE DIABOS ACONTECEU NO FINAL DO EPISÓDIO?!

It's clearer inside of me
Who I will always be
Here at the corner of my heart


Será que poder da palavra do "O Segredo" de Ana Maria Braga é mesmo tão forte assim para Ben ter viajado no tempo? E se isso for verdade, será que ainda teremos Benffy The Vampire Slayer ainda nessa temporada? Estou ansioso e, prometo, não ficarei gastando mais três mil anos para ler um episódio dessa vez.
avatar
Victor Poroca

Mensagens : 13
Data de inscrição : 16/10/2010
Idade : 23
Localização : Recife - PE

Ver perfil do usuário http://www.seriadores.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Episódio #1.04 - Sibling Rivalry

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum